Campo

Foto: Cleuber de Sousa

Os produtores rurais que compraram terra pelo Crédito Fundiário e estão pendentes junto aos agentes financeiros, poderão entregar a documentação até esta sexta-feira, 24, na Unidade Técnica Estadual (UTE), ligada a Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro). Até momento, cerca de 50% dos inadimplentes entregaram a documentação, um total de 30 associações, aproximadamente 630 famílias beneficiadas.

De acordo com o coordenador de Crédito Fundiário da Superintendência da Agricultura Familiar da Seagro, Gilvan Alves da Silva, as atividades de mobilização, entre os parceiros, para que os produtores aderissem à renegociação surtiram efeitos positivos. “Desde o final do ano passado, a UTE e todos os órgãos envolvidos estão empenhados com atenção especial para estes produtores, agora estamos colhendo esse resultado de adesão em torno de 30 associações e 16 individuais, sem contar os que negociaram diretamente nos bancos. Acreditamos que esse número vai aumentar esta semana”, informou.

O coordenador alerta ainda que, os produtores precisam entregar os documentos com urgência, pois os processos demandam tempo até ficarem prontos para envio ao banco. “Na UTE, os processos são analisados, verificados quais são as pendencias para regularização e, posteriormente enviados para os agentes financeiros até o prazo final, dia 30 de junho”, argumentou.

Vantagens

Para o coordenador do Crédito Fundiário, o produtor que conseguir renegociar a sua dívida será beneficiados com algumas vantagens como: desconto em bônus à vista nas parcelas de 30%, antes eram 18%; os juros que antes eram 5,5% passaram para 2% ao ano. E ainda, os produtores podem acessar novos financiamentos rurais.

Resolução

Essas regras constam na resolução número 4.450/15, do Conselho Monetário Nacional do Banco Central, publicada em dezembro do ano passado. A resolução permite que as parcelas das dívidas vencidas, após 2012, também podem ser incluídas na renegociação, inclusive as que vão vencer até dezembro de 2016.