Esporte

Foto: Divulgação

Dez garotas do time de voleibol feminino juvenil escolar do Tocantins jogarão na França, no dia 8 de julho, nos Jogos de Verão Internacional da FISEC. Entre elas, Gabrielle Salles, de 1,72 m de altura, jogadora da posição centro, que é de Araguaína e foi descoberta por um olheiro na quadra do Colégio Estadual Guilherme Dourado, onde estudava.

Por meio da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE)as garotas saíram do Brasil nesta quinta-feira, dia 7, e voltarão no dia 16. Elas também jogarão na Alemanha e na Bélgica. Gabrielle tem apenas 16 anos e não imaginava que a dedicação nas aulas de educação física do colégio poderia levá-la para tão longe.

“As pessoas comentavam sobre a minha altura e que no vôlei isso era importante. Comecei a me dedicar nas aulas de educação física e um dia houve um teste na escola com um olheiro e passei entre as quinze selecionadas”, lembra Gabrielle.

Quando Gabrielle passou no teste, ganhou uma bolsa para estudar no Colégio Dom Bosco, em Palmas, e morar em um alojamento com todo o time, sob a responsabilidade do técnico Zico Rodrigues, para se dedicarem aos jogos das olímpiadas internacionais.

“Ano passado nosso time ganhou em segundo lugar nos jogos nacionais da CBDE, lá que se definiria quem iria para os jogos internacionais da federação francesa FISEC. Como nossa categoria foi boa, fomos selecionados também. Quem ganhou em primeiro, as meninas de Campos Sales, em São Paulo, já foram pra Europa, e nós estamos indo agora”, disse o treinador.

Treino

A garota conta que a rotina de jogadora e estudante não é nada fácil. “Moramos em um alojamento, temos que seguir uma dieta e treinamos todos os dias. É pesado, às vezes temos que conciliar com o ritmo de estudo da escola também, não temos tempo nem pra namorar”, desabafou Gabrielle sorrindo.

A mãe de Gabrielle, Débora Sales, é diretora de finanças e mora em Araguaína. Ela diz que sempre investiu e estimulou a carreira da filha. “Estou sempre em contato com ela pelo telefone, dando todo meu apoio e suporte, é um orgulho muito grande! Espero que a experiência seja incrível”, comentou a mãe que também já jogou voleibol no passado.  

Viagem

A garota também falou sobre sua expectativa em sua primeira viagem para o exterior. “É minha primeira experiência fora do Brasil, estou com bastante ansiedade, quero dar o meu melhor, pois estamos suando bastante nos treinos, nosso técnico está nos orientado muito”, finalizou Gabrielle.

Competição

Na competição, que se realiza anualmente, participam jovens do ensino básico e secundário de todo o mundo.  A intenção é fomentar o espírito desportivo, os valores humanos e o intercâmbio cultural entre os participantes, através da promoção da educação física e desportiva. 

A FISEC foi criada em 1948 e tornou-se uma organização reconhecida pela Comissão Internacional Olímpica em 1995. 

Por: Redação

Tags: Araguaina, Esporte, Gabrielle Salles