Polí­tica

Foto: Conexão Tocantins Em visita ao Conexão Tocantins, deputado afirmou que não vê possibilidade de desistência de candidatura Em visita ao Conexão Tocantins, deputado afirmou que não vê possibilidade de desistência de candidatura
  • Durante todo o dia o diretório do PT esteve movimentado

O secretário Nacional de Organização do Partido dos Trabalhadores, Florisvaldo Raimundo, veio a Palmas/TO nesta última terça-feira, 19, para reunir-se como membros da legenda e debater o projeto eleitoral do partido para as eleições deste ano no Estado e na capital.

Nos bastidores, entretanto, a informação passada por membros do partido é de que a visita do dirigente nacional teria tido o intuito de dissuadir o deputado estadual José Roberto Forzani de disputar a Prefeitura de Palmas, visando um apoio do partido ao ex-prefeito Raul Filho, que é pré-candidato ao Paço Municipal pelo Partido da República, comandado no Estado pelo senador Vicentinho Alves.  

O apoio do partido ao republicando faria parte de uma possível articulação para garantir no Senado o voto do senador Vicentinho Alves contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, segundo informações de bastidores.

O deputado Zé Roberto, entretanto, afirmou durante visita ao Conexão Tocantins na manhã desta última terça-feira, que pretende ir para a disputa e não vê possibilidade de desistência de sua candidatura.

A Convenção Municipal para legitimar a candidatura do petista ao paço municipal está marcada para acontecer nesta próxima quinta-feira, 21, às 16 horas, na Câmara de Vereadores de Palmas.

Em entrevista ao Conexão Tocantins, o secretário Nacional de Organização do PT disse que a articulação de voto no Senado não passa por ele. “Não tenho nenhuma ação sobre isso. Assim como estão procurando todos os senadores que estão propensos a votar contra o golpe que está em curso contra o País, acredito que tenha um grupo fazendo isso no Senado. A minha discussão é mais interna do PT. Faço reflexão com dirigentes municipais e estaduais sobre o processo eleitoral. Não temos nada de impositivo nisso. A gente faz uma leitura de cenário, de possibilidades”, afirmou Florisvaldo.

Sobre a possibilidade de apoiar outro candidato na capital o dirigente, entretanto, foi claro: “Nós estamos discutindo o cenário e tende a evoluir. Se a gente puder contar com o voto do senador é obvio que isso tem impacto. Se a gente contar com o voto do senador contra o golpe tem impacto e abre diálogo”, frisou.

Outras especulações

A especulação da retirada da candidatura do petista Zé Roberto vem na esteira de outra informação na imprensa dando conta de um possível apoio da ex-ministra da Agricultura do governo Dilma Rousseff, senadora Kátia Abreu (PMDB), ao Partido da República, na capital, em troca da posição contrária do senador ao impeachment.

Movimentação do Diretório

O diretório do PT na capital esteve movimentado durante todo o dia e contou com a presença de militantes além dos dirigentes George Brito e Júlio César Brasil, presidentes metropolitano e regional do PT respectivamente. Também passaram por lá a secretária estadual de Cidadania e Justiça do Governo do Tocantins, Gleidy Braga e o suplente de senador Donizeti Nogueira.  

Senador

O Conexão Tocantins tentou contato com o senador Vicentinho Alves e foi informado por sua assessoria de imprensa que o senador está viajando pelo interior do Estado e volta apenas no domingo. Segundo a assessoria, até o momento a posição do senador é favorável ao impeachment.