Meio Ambiente

Foto: Fernando Alves

A vazão média do Rio Azuis, medida no dia 19 passado, é de 1,828 m3 por segundo, com a cota de 84 centímetros. Esta foi a medição realizada pela equipe técnica de hidrometeorologia da Diretoria de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), que retornou do trabalho de campo nesta sexta-feira, 22. Este foi o primeiro monitoramento, que de agora em diante será realizado quatro vezes por ano.

O trabalho acontece como parte de um conjunto de ações para monitorar os recursos hídricos do estado e, segundo o gerente de Hidrometeorologia da Semarh, Lorenzo Rigo, esse trabalho vem sendo feito por 31 Estações de Monitoramento – PCD’s (plataforma de coleta de dados), localizadas em pontos estratégicos.

“Essas PCD’s enviam dados por satélite em tempo real para o banco de dados da CMHR-TO – Central de Monitoramento de Recursos Hídricos do Estado do Tocantins e da ANA – Agencia Nacional de Águas”, explica Lorenzo.

Lorenzo ressalta que as novas ações para conhecer as bacias hidrográficas do Tocantins fazem parte do plano estratégico da Semarh. “É importante conhecermos o que temos para realizarmos um monitoramento de quantidade e qualidade eficiente”, sustenta. O objetivo é coletar dados precisos para medir a vazão anual do rio, além de monitorar outros dados como a influência da estiagem da região Sudeste do Tocantins no seu corpo hídrico. A partir desta primeira medição será possível gerar dados comparativos para as próximas análises.

Rio Azuis

O rio está situado às margens da rodovia TO-110, bem próximo ao limite intermunicipal entre Aurora do Tocantins e Taguatinga. Com uma extensão de apenas 143 metros, o Azuis é considerado o menor rio do Brasil e da América Latina e o terceiro menor rio do mundo, segundo o Guinness Book. Suas águas são transparentes com pedras em seu leito de cor azul-esverdeado. É um ponto turístico muito frequentado no Tocantins, não só pela curiosa extensão, mas também pela sua beleza.

Equipe

Participaram, a título de colaboração, os técnicos do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC) Diogo Pedreira Lima e Ângelo Ricardo Balduino, quecoletaram amostras da água do Rio Azuis para análise dos parâmetros microbiológicos e caracterização química, física e biológica.

Da Semarh, participaram Lorenzo Rigo Holsbach, Djayson Thiago da Costa Alves, Fabio Franco Rodrigues e Jarllany Cirqueira Lopes Ramos, fazendo a medição de vazão, com a batimetria e instalação de réguas milimétricas para monitoramento da cota.