Polí­cia

Foto: Divulgação

De acordo com um levantamento estatístico realizado pela Polícia Militar na Capital, houve uma queda na maioria dos indicadores de ocorrências registradas no primeiro semestre de 2016. O balanço apresentou um comparativo com o mesmo período de 2015, com percentual de redução de 10 a 25% em vários índices.

Com população estimada em 272 mil habitantes (IBGE 2015) e um território de 2.218 quilômetros quadrados, Palmas é uma cidade em franco crescimento, o que gera tanto condições benéficas para a população, quanto situações negativas. Dentro desse cenário, a Polícia Militar tem investido no combate à criminalidade por meio da realização de intenso policiamento ostensivo e operações estratégicas, que visam dar mais segurança ao cidadão.

Nesse primeiro semestre já foram realizadas em Palmas 32 operações com emprego máximo da força policial ordinária e também do setor administrativo, no reforço à segurança. Os resultados já começam a aparecer com a redução das ocorrências. Um dos destaques do balanço é o registro de furto em veículos, com 208 ocorrências em 2015 que neste primeiro semestre caiu para 67, queda de 68%. O furto em residências teve uma redução de 25%, bem como o roubo e furto a comércio, que juntos contabilizaram uma diminuição de 35% nos casos.

Outro apontamento positivo, segundo a PM, foi o aumento no número de armas de fogo e registros de apreensão de drogas na Capital, 95 no total, graças à intensificação nas abordagens, tanto a veículos quanto a pessoas suspeitas. Numa análise mais recente, o segundo trimestre de 2016 também registrou uma queda acentuada nos roubos a transeuntes, com relação aos primeiros três meses. De janeiro a março desse ano foram registrados 592 casos, e com um trabalho de intensificação da presença da Polícia Militar nas áreas mais incidentes, o resultado foi uma diminuição de 35% nesses roubos nos meses de abril a junho.

O tenente-coronel da PM Cláudio Thomaz Coelho de Souza, comandante do 1º Batalhão na região do plano diretor de Palmas, explica que é feito todo um trabalho de mapeamento e planejamento para o emprego eficaz do efetivo militar. “Para o alcance da redução da criminalidade nesses indicadores, a Polícia Militar faz um levantamento de informações e dados, traçando a mancha criminal, onde direcionamos as ações para as áreas que apresentam vulnerabilidade. Isso nos permite dar maior efetividade ao serviço de segurança pública. Contamos ainda com o reforço do administrativo nas operações de Expediente Operacional e do serviço especializado da Polícia Militar”, afirma o tenente-coronel.

Para o comandante do 6º Batalhão da PM na região sul de Palmas, tenente-coronel Marciano Montelo Maranhão Monteiro, tem sido realizado um satisfatório trabalho de combate ao crime através da intensificação das ações e do apoio do Comando Geral. “A presença da Polícia Militar é de fundamental importância para a manutenção da segurança e da ordem, seja por meio do policiamento ostensivo ou por meio de ações sociais que realizamos, as quais tem alcançado bons resultados junto às comunidades assistidas por nós”, ressalta o comandante.