Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagra nesta sexta-feira, 29, no Amazonas a Operação Salve Jorge, com o objetivo de desarticular organização criminosa envolvida com tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual.

As investigações indicaram que o grupo criminoso planejava levar jovens amazonenses à Coréia do Sul para apresentações artísticas regionais do Amazonas, bem como para exploração sexual, por intermédio de uma empresa.

Na promessa oferecida aos dançarinos estão incluídas passagens aéreas, visto, alimentação, moradia e ainda salário mensal de R$ 3.000,00. Os anúncios de recrutamento dos jovens foram veiculados em redes sociais utilizando o nome da Polícia Federal como órgão validador dos contratos de trabalho e vistos, a fim de ludibriar os dançarinos dando a aparência de legalidade.

Foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de condução coercitiva, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Amazonas e a ação contou com aproximadamente 30 policiais. Os conduzidos estão sendo ouvidos na Superintendência Regional do Amazonas.  

No curso das investigações verificou-se a participação de nacionais coreanos no financiamento do projeto criminoso. Ainda, constatou-se que a maioria dos integrantes do grupo já estiveram no exterior, tanto na Coréia do Sul, como em países do leste europeu, agenciando dançarinos.

A deflagração da Operação Salve Jorge ocorre na véspera do Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, dia eleito pela Assembleia-Geral da ONU, e marca a participação da Polícia Federal na “Campanha Coração Azul”, que visa alertar a sociedade sobre o tráfico de pessoas. (PF)