Campo

Foto: Juliano Ribeiro

Com o objetivo de planejar ações para ampliar a casa de farinha de Figueirópolis,  promovendo o desenvolvimento da produção da mandioca no município, uma equipe da  Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura  e Pecuária (Seagro), se reúne na manhã desta quarta-feira, 10, a partir das 9 horas, com  representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e Universidade Federal do Tocantins (UFT). O encontro acontece na sede da Seden.

De acordo com a engenheira de alimentos da Gerência de Alimentos e Agroindústrias da Seagro, Veronica Alves Gonçalves da Silva França, já foram realizadas algumas ações no sentido de ampliar a agroindústria, tais como avaliações agrícola, estrutural, física e dos equipamentos. “A equipe decidiu que vai fazer o aproveitamento total da mandioca, com produção de farinha seca, farinha d’água, farinha temperada, tapioca e farinha minimamente processada, ampliando a produção dos alimentos”, afirma.

A engenheira disse ainda que também já foi decidido nas ações executadas anteriormente, que será realizada uma reforma na agroindústria afim de atender às novas necessidades da ampliação da produção. “A ideia é organizar o setor produtivo da cadeia da mandioca, diversificar a produção, melhorar a qualidade tornando o produto mais competitivo no mercado, a fim de gerar renda e, consequente desenvolvimento econômico e social do município e região”, afirma a engenheira de alimentos.

Equipe multidisciplinar

A Secretaria da Agricultura participa da equipe multidisciplinar, criada pelo Governo do Estado, com proposta de revitalizar as casas de farinha do Tocantins. A Seagro é responsável pelo fomento às agroindústrias, tais como o bom funcionamento das casas de farinha e sobre as diversas possibilidades de industrialização da mandioca.

Produção

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Tocantins produz de 15 a 18 toneladas de mandioca por hectare. Atualmente existem 37 casas de farinha ativas no Estado.