Educação

Foto: Elias Oliveira Os 500 alunos semifinalistas e seus professores receberão medalha, livros e participação de oficinas culturais e de formação Os 500 alunos semifinalistas e seus professores receberão medalha, livros e participação de oficinas culturais e de formação

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) têm alertado as escolas quanto ao prazo de envio dos textos dos alunos que participarão da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o futuro. As unidades têm até a próxima sexta-feira, 19, para cadastrar os textos dos estudantes, por meio do site:  www.escrevendoofuturo.org.br e enviar para a Comissão Julgadora Escolar.

A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos voltado para alunos e professores de escolas públicas brasileiras, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

De acordo com a assessora de currículo da Seduc e coordenadora estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa, Roseli Bitzcof, quanto mais escolas enviarem textos, mais vagas os municípios têm na Olimpíada. “Cada município tem até quinze vagas na olimpíada. Então, se a quantidade de textos que cada escola encaminhar for expressiva, aumenta o número de participação do estado também”, explicou.

Na 4ª edição do concurso aderiram à Olimpíada no Tocantins, 137 secretarias de educação municipais, totalizando em 2.773 estudantes inscritos, além de 1.698 professores participantes.

Para Roseli, além de desenvolverem o potencial da Língua Portuguesa, os estudantes terão a oportunidade de participar de formações. “Na seleção regional eles [os alunos] farão cursos com pessoas especializadas, com acompanhamento dos professores. Além de ganharem prêmios”, afirmou.

Podem ser inscritos trabalhos em quatro gêneros: poemas (para alunos de 5º e 6º anos do ensino fundamental), memórias literárias (para 7º e 8º anos), crônica (para 9º ano fundamental e 1º do ensino médio) e artigo de opinião (para os estudantes de 2º e 3º anos do ensino médio). A iniciativa também propõe para o professor de língua portuguesa uma formação que o auxilie na reflexão e compreensão da função social da escrita, fortalecendo o seu trabalho em sala de aula.

Premiação

Os 500 alunos semifinalistas e seus professores receberão medalha, livros e participação de oficinas culturais e de formação. Os 152 alunos finalistas e seus professores ganham medalha e 1 tablet.  Para os 28 professores semifinalistas o prêmio será notebooks e para 20 alunos vencedores e seus professores: medalha, notebook e impressora. As escolas dos 20 melhores textos ganham 10 computadores, impressora, projetor com telão para projeção e livros.