Polí­cia

Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP/TO) informou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 18, que intensificou por meio da Delegacia de Polícia Interestadual e Capturas (Polinter) as investigações na tentativa de localizar o paradeiro de Frederico Gayer e dar cumprimento ao mandado de prisão, que encontra-se em aberto, em desfavor do mesmo. Frederico Gayer é esposo da deputada estadual do Tocantins, Luana Ribeiro (PDT) e foi condenado a 12 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado por homicídio. 

A Delegacia informou que qualquer informação que possa levar ao paradeiro de Frederico pode ser repassada àquela Unidade Policial, por meio do telefone (63) 3218- 1848. 

Apesar do mandado de prisão contra Gayer estar aberto há cerca de três meses e seu paradeiro ser desconhecido, a Justiça ainda não o declarou como foragido. 

Entenda o caso 

A 13ª Vara Criminal da Comarca de Goiânia/GO expediu Carta Precatória de Prisão para a 4ª Vara Criminal de Execuções Penais de Palmas/TO, solicitando o cumprimento de mandado de prisão definitiva contra Frederico Gayer Machado de Araujo. Gayer é condenado por homicídio fútil contra Hebert Resende e deve cumprir pena de 12 anos e seis meses em regime inicialmente fechado. O crime aconteceu há 19 anos, na porta da boate Draft, no Setor Oeste, em Goiânia. 

A precatória do mandado de prisão foi expedida pela 13ª Vara no dia 10 de maio pelo juiz de direito Eduardo Pio Mascarenhas da Silva. O mandado de prisão é de número 160508-195. Na Carta Precatória, o juiz informa o endereço do acusado em Palmas.

Na capital Palmas, a Carta Precatória de Prisão foi recebida pelo juiz da 4ª Vara Criminal, Luiz Zilmar dos Santos Pires o qual deu despacho ao delegado da Polinter, Reginaldo de Menezes Brito que deve cumprir o mandado de prisão. 

Não há data certa para que a prisão aconteça. Frederico pode ser preso a qualquer momento. 

Ao Conexão Tocantins, a filha de Hebert Resende, Roberta Franco manifestou estranheza com a demora da Polícia em realizar a prisão de Frederico. A viúva de Hebert, Adriane Gavião reside na Holanda e disse que virá ao Brasil visitar Frederico Gayer na cadeia, assim que for preso. 

Confira aqui tudo que já foi falado sobre o caso Frederico Gayer.