Palmas

Foto: Divulgação

A Gerência de Políticas de Proteção da Diversidade Sexual, ligada Diretoria de Direitos Humanos (DDH) da Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju), lançará o projeto Tocantins Sem LGBTfobia na próxima sexta-feira, 25. O evento acontecerá no auditório da Universidade do Tocantins (Unitins), localizado na quadra 108 sul, em Palmas, a partir das 8 horas.

Com o objetivo de combater a LGBTfobia por meio da conscientização, o projeto, que contará com a participação de autoridades municipais e estaduais, terá uma palestra aberta ao público geral sobre a LGBTfobia. Segundo a Diretora Estadual de Direitos Humanos da Seciju Maria Vanir Ilídio, esta é a oportunidade de agregar pessoas em defesa do direito a liberdade de gênero. “O projeto não é voltado exclusivamente para o público LGBT, embora a participação deles seja essencial, mas também é aberto a todos aqueles que desejam conhecer a realidade e participar das discussões com pessoas que têm os direitos fundamentais violados diariamente”, disse.

O evento conta com programação durante todo o dia, com palestras, debates e grupos de trabalho. O advogado Dimitri Sales, membro das comissões de Diversidade Sexual e de Direitos Humanos da OAB de São Paulo, abre o Lançamento com palestra sobre a LGBTfobia. A Secretária de Estado da Cidadania e Justiça, Gleidy Braga, também fará a assinatura do Projeto, após a sua apresentação aos participantes. "É importante que tenhamos projetos como este, onde podemos informar e formar melhor a população, bem como ouvir os anseios das pessoas que sofrem diariamente com a discriminação e, então, agir, buscando maneiras de combater a LGBTfobia em todo o Estado, com uma política forte e em união com parceiros para que atinja o Estado de maneira ampla", frisou a secretária.

À tarde haverá apresentação do painel de debates com representantes de cada segmento LGBT. Após, grupos de trabalhos debaterão a temática com intenção de contribuir com o documento que pretende criar o Conselho Estadual de Combate à Discriminação.

Projeto

Conforme diretrizes nacionais de combate a homofobia, o Projeto Tocantins Sem LGBTfobia busca promover a cidadania da população LGBT por meio de ações de enfrentamento a crimes e a todas as formas de discriminação por identidade sexual e/ou de gênero. O projeto está dividido em três fases, cada uma com um público alvo específico. 

A primeira quer alcançar os servidores públicos do estado e oferecer qualificação no atendimento ao público LGBT, diminuir casos de LGBTfobia nas atividades e serviços de interesse público e incentivar o respeito entre colegas de trabalho em setores reconhecidamente discriminatórios. 

A segunda fase busca conscientizar a população tocantinense por meio de campanhas publicitárias que sensibilizem ao reconhecimento de seres humanos antes de LGBTs. 

A terceira quer certificar ambientes públicos e comerciais que apóiem o fim da discriminação sexual e/ou de gênero, por meio de palestras e cursos específicos de atendimento e abordagens ao público LGBT. O certificado será representado por um adesivo que também pode ser exposto em automóveis pessoais, para quem tiver interesse nas atividades propostas.

As ações pretendem alcançar os maiores municípios do Tocantins, como Palmas, Porto Nacional, Colinas, Gurupi e Araguaína, e o principal objetivo é a realização de audiências públicas voltadas à conscientização da população e servidores dos órgãos estaduais no período de novembro de 2016 a junho de 2017.