Cultura

Foto: Divulgação

A mostra “É Proibido Não Tocar”, dos alunos da Educação Infantil, do Projeto Habilidades de Estudo (PHE) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Sesc Morada do Sol, em Araguaína, repercutiu tanto que foi parar no Banco da Amazônia. De 13 a 20 de dezembro ela pode ser conferida em horário comercial bancário na agência do Basa da Avenida Cônego João Lima, centro.

Apresentada no dia 2 de dezembro na sede da Escola, a mostra é resultado do projeto institucional Gira Mundo “Sujo de Terra, Vida no Chão”, realizado durante esse semestre pelos alunos daquela unidade. “Todo esse trabalho, dentro e fora dos muros da escola, visa contribuir para a formação de cidadãos conscientes da importância da preservação do meio ambiente, bem como deixar o seu legado para uma vida mais sustentável e de qualidade”, ressaltou Rosemary do Carmo Oliveira, orientadora pedagógica da Escola Sesc Morada do Sol em Araguaína.

Ainda de acordo com a orientadora, a escolha do Banco da Amazônia se deu em face de que é uma agência que tem projetos voltados para incentivos a pequenos agricultores, tendo sempre a preocupação com a preservação da natureza. “O Banco da Amazônia é uma instituição financeira pública federal de caráter regional, organizada sob a forma de sociedade de economia mista na qual o Estado e particulares reúnem recursos para promover o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal”, finalizou.

A mostra “É Proibido Não Tocar”, apresenta as releituras feitas em papel cartão, técnicas de pinturas em tela, maquetes, exposição de plantas, e de tipos de solo, realizada pelos alunos da Educação Infantil, do Projeto Habilidades de Estudo (PHE) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Sesc Morada do Sol, em Araguaína.