Educação

Foto: Divulgação Os 54 participantes com melhor desempenho no curso participam do programa de capacitação Missão Pedagógica no Parlamento Os 54 participantes com melhor desempenho no curso participam do programa de capacitação Missão Pedagógica no Parlamento

Educadores das escolas púbicas tocantinenses podem se inscrever na 7ª edição do programa Missão Pedagógica no Parlamento até o dia 17 de fevereiro de 2017. Para se candidatar, o educador deve atuar nos ensinos fundamental ou médio em escola pública como professor regente, coordenador ou orientador pedagógico e ter interesse em trabalhar temas como democracia, cidadania, política e Poder Legislativo com os estudantes.

Estão sendo ofertadas 432 vagas, sendo 16 vagas para o Tocantins. Para participar do programa, os interessados devem se inscrever no processo seletivo, que consiste na participação no curso a distância “Educação para Democracia e o Parlamento”. Os 54 participantes com melhor desempenho no curso, observada a distribuição de duas vagas por estados e DF, serão convocados para participar do programa de capacitação Missão Pedagógica no Parlamento.

O procedimento de inscrições e todas as informações sobre o programa podem ser acessados no site da Escola Virtual de Cidadania: www.camara.leg.br/evc.

Missão Pedagógica no Parlamento

O programa “Missão Pedagógica no Parlamento” é uma capacitação na área de educação para democracia destinada a professores, orientadores e coordenadores pedagógicos dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas de todo Brasil. A iniciativa visa formar professores comprometidos com a disseminação de práticas educativas para o fortalecimento da democracia, privilegiando a escola como espaço para o aprendizado e a vivência de valores democráticos e de participação cidadã.

No Tocantins, a Secretaria de Estado de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), está mobilizando as escolas, por meio das Diretorias Regionais de Educação (DREs) para que os professores da rede estadual participem do processo seletivo. Para a titular da pasta, professora Wanessa Sechim, a participação dos educadores do estado no programa permitirá a disseminação do conteúdo nas escolas da rede. “Os cursistas irão aprofundar o conhecimento do papel do Poder Legislativo, além aprender mais sobre cidadania, política, democracia. Após o curso, eles atuarão como multiplicadores de ações de educação para a democracia nas comunidades escolares, o que será um ganho para todos os envolvidos”, ressalta.

O programa

A capacitação é dividida em duas etapas. O primeiro é a formação presencial realizada durante uma semana em Brasília, no mês de junho. O módulo presencial aborda conhecimentos relacionados à educação para democracia nas escolas e temas relativos às instituições democráticas, em especial, o Parlamento. São privilegiadas as metodologias participativas e vivenciais, como aulas dialogadas, oficinas, simulações e debates. As despesas para participação no encontro presencial em Brasília são custeadas pela Câmara dos Deputados.

A segunda fase é uma capacitação na modalidade de Educação a Distância (EaD), no período de agosto a novembro. Durante o módulo a distância, os participantes irão desenvolver uma ação de educação para democracia em sua comunidade escolar em consonância com os princípios vivenciados durante a formação e tendo o Poder Legislativo como foco de interesse.