Estado

Foto: Divulgação Trabalhadores reuniram-se nesta quarta-feira para buscar soluções Trabalhadores reuniram-se nesta quarta-feira para buscar soluções

Trabalhadores da Fundação Restaurar, contratada pela Prefeitura de Araguaína para prestar serviços na área da Educação e Assistência Social, reclamam sobre a falta de pagamento do salário de novembro e do 13°, pela fundação. A Fundação Restaurar encaminhou nota à imprensa esclarecendo sobre o pagamento da prestação de serviços.

A Fundação informou possuir vínculo jurídico específico com a Prefeitura de Araguaína, que recebeu em 19/12, véspera de realizar o pagamento mensal pelos serviços prestados em novembro à Fundação Restaurar, mandado judicial determinando o bloqueio de R$ 2 milhões da Fundação.

A Fundação Restaurar esclareceu ainda que, juntamente com a Prefeitura de Araguaína, está em uma força-tarefa para que tal inconveniente seja solucionado com urgência e os colaboradores recebam o mais rápido possível.

Por fim, a Fundação reforçou que tem se pautado pelo estrito cumprimento dos instrumentos legais e pelo cumprimento de responsabilidades com os seus colaboradores. "Desta forma, reafirma que  todos os salários serão pagos e não haverá calote. Os pagamentos serão efetuados tão logo o dinheiro seja depositado  na conta da Fundação". 

Por: Redação

Tags: Araguaina, Fundação Restaurar