Cultura

Foto: Divulgação

O Festejo de Santos Reis acontece nesta sexta-feira, 06, na Região conhecida como Duas Cabeceiras, especificamente, na Fazenda do senhor Silvestre, na zona rural de Fátima. 

Tradição regional iniciada ainda em  1944, a festa tem o apoio da Prefeitura de Fátima, que dá suporte logístico à programação. “Valorizamos a cultura de nossa cidade, especialmente àquelas tradicionais e nascidas da nossa gente”, enfatiza o prefeito Washington Vasconcelos.

A programação conta com rezas e cânticos e à noite tem a festa, que é uma mistura de religiosidade e cultura popular. O Festejo já foi contemplado com o Prêmio Dió 2013 de Apoio a Cultura Popular, Tradicional e Artesanato do Tocantins.

História

Manifestação tradicional das comunidades rurais do Correntinho e Duas Cabeceiras, no Município de Fátima, o Festejo de Santos Reis faz referência à visita dos Reis Magos ao menino Jesus e o nascimento deste. Mesmo de origem portuguesa, o Festejo nessas comunidades é fruto da cultura negra, trazida ainda pelos primeiros moradores, que em pagamento de promessa realizaram os primeiros “giros pelo sertão”, “tirando a folia”, ou seja, foliões que saem pela zona rural conduzindo a bandeira de Santos Reis e recolhendo donativos para o Imperador.

Religiosidade e diversão estão ligadas ao Festejo de Santos Reis desde o momento do encontro das folias, nos giros pelo sertão, nos cantos, nos sons da viola e pandeiro, na festa entre os ajudantes, nas missas, na reza de terço, no “pé do mastro”, quando dançam suça – dança de origem negra do século XVIII, da época das minas de ouro do Norte de Goiás, até a festa profana em comemorada pelos devotos dos Santos Reis.

De grande valor cultural, não apenas para as comunidades rurais, como também para a população dos municípios vizinhos - Santa Rita, Brejinho de Nazaré, Oliveira de Fátima e Ipueiras -, o Festejo de Santos Reis é parte indissolúvel da vivência e da memória daqueles que participam.

Ambas as Comunidades se unem, em um momento de confraternização e solidariedade, para sua realização que ocorre sempre nos dias 5 e 6 de janeiro, em um lugar diferente do ano anterior, nas fazendas e sítios da região.

A primeira festa aconteceu no dia 6 de janeiro de 1944, seguindo a tradição de “passar o ramo adiante”, e tornou-se a principal manifestação cultural, religiosa e popular do Município de Fátima. De suma importância, o Festejo de Santos Reis foi reconhecido pelo Governo do Estado do Tocantins através de sua inserção no Calendário Cultural do Estado do Tocantins, na modalidade de Eventos Tradicionais.