Campo

Foto: Divulgação

Com o intuito de informar e tirar dúvidas de seus associados, a Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa) realizou um encontro na noite dessa quarta-feira, 25, em sua sede em Pedro Afonso, onde foram prestadas várias informações importantes sobre a safra 2016/2017.

O presidente Ricardo Khouri afirmou que a Coapa tem atuado para atender cada vez melhor seus cooperados e destacou a importância deles participarem efetivamente das atividades da cooperativa, que tem grande potencial de crescimento para os próximos anos. Além disso, convidou os associados a participarem da Assembleia Geral Ordinária que será realizada no dia 24 de fevereiro, em primeira chamada a partir das 18 horas.

Em seguida, o superintendente José Rander Lopes explanou sobre o funcionamento do armazém no período da safra, lembrando que o laboratório de classificação de grãos da unidade, conta com equipamentos modernos e auferidos pelo Inmetro. Além disso, os profissionais são capacitados para realizar as análises.

O superintendente também lembrou que no caso do produtor ter dúvidas sobre os resultados das análises, ele pode pedir uma contraprova no laboratório de classificação de produtos vegetais, localizado ao lado da sede da Coapa e que é certificado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Na sequência, o engenheiro agrônomo Eduarte Bonafede apresentou os custos para produção da safrinha de milho e sorgo, com detalhes sobre gastos com insumos, tratos culturais e colheita. Na oportunidade, o técnico fez simulações solicitadas pelos cooperados.

Já o gerente comercial Nelzivan Carvalho Neves apresentou os resultados técnicos e comerciais da safra anterior e projeções sobre o mercado de soja futura para a safra 2016/2017. Segundo ele, a meta é negociar R$ 50 milhões em grãos de cooperados no atual ano agrícola.

Confira como será o funcionamento do armazém da Coapa na safra 2016/2017:

Normas de Recepção    

Marcação de vez

As marcações serão feitas por ordem de chegada.

O motorista ao chegar, deve procurar o porteiro para que marque sua vez.

A chamada será feita pelo porteiro ou classificador.

Organização fila interna

As filas internas (depois da balança) serão definidas pelo teor da umidade

Fila 01

Será a fila do produto com teor de umidade mais alto.

Observação: O teor de umidade da fila da moega 01 será definido de acordo com o percentual da umidade do dia.

Filas 02.

Será a fila do produto com teor de umidade mais baixa.

Observação: O teor de umidade de fila da moega 02 será definido com o percentual da umidade do dia.

Recebimento com o padrão a partir e acima do citado abaixo só correrá com autorização da diretoria.

Impureza

Umidade

Avariados

Verde

Ardidos

12,00%

25,00%

15,00%

10,00%

6,00%

Depois de autorizado a descarga, ela só acontecerá no final do segundo turno.

O produto será direcionado para o silo onde será armazenado todo o produto que for recebido do padrão.