Estado

Foto: Clayton Cristus O texto-base da Campanha da Fraternidade 2017, tem como lema Cultivar e Guardar a Criação O texto-base da Campanha da Fraternidade 2017, tem como lema Cultivar e Guardar a Criação

Com a presença do arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães, foi lançada em sessão especial, na manhã desta quinta-feira, 16, no plenário da Assembleia Legislativa, a Campanha da Fraternidade 2017, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Neste ano, a Campanha chega à sua 53ª edição, e traz como tema: “Biomas Brasileiros e Defesa da Vida”. A proposta é defender a existência dos seis biomas do Brasil: Cerrado, Caatinga, Amazônia, Pantanal, Pampas e Mata Atlântica.

O arcebispo disse que é necessária a produção de alimentos, mas devemos preservar os biomas. “A natureza não é inesgotável, precisamos, portanto, ter os cuidados para não esgotá-la. Além disso, destruir aquilo que Deus criou é um pecado”, lembrou. Dom Pedro finalizou convidando os parlamentares para juntos à Igreja e à sociedade encontrarem alternativas voltadas à preservação dos biomas do País.

Outro líder da Igreja, o diácono Amilson Rodrigues, representante das pastorais católicas, cobrou empenho dos deputados na revogação de leis que estimulam a degradação ambiental, como a Lei 2713, de 2013, que desobriga do licenciamento ambiental todos os projetos agropastoris no Estado. Ele pediu também a criação de leis que permitam a conservação do Cerrado, a melhor destinação de resíduos sólidos e assegurem a proibição do uso de agrotóxicos nas lavouras, além de mais rigor na fiscalização ambiental.

Como autora da iniciativa que possibilitou o lançamento da Campanha da Fraternidade na Assembleia, a deputada Valderez Castelo Branco (PP) parabenizou a Igreja Católica pelo tema da campanha, que, segundo ela, visa à preservação da vida humana, animal e vegetal. A deputada lamentou as consequências das queimadas, lembrando o quanto elas causam o sofrimento das comunidades rurais e outros danos à natureza.

Os demais deputados elogiaram a Campanha e se colocaram à disposição para colaborar com a efetivação da mesma. Durante a sessão, foi passado um vídeo institucional sobre características e práticas que prejudicam a existência do bioma Cerrado. (Elpídio Lopes)

Ações da campanha

O texto-base da Campanha da Fraternidade 2017, que tem como lema Cultivar e Guardar a Criação, aborda cada um dos seis biomas brasileiros, suas características e significados, desafios e as principais iniciativas já existentes na defesa da biodiversidade e da cultura dos povos originários.

Entre as ações propostas, estão o aprofundamento de estudos e debates nas escolas públicas e privadas sobre o tema. Além disso, o texto chama a atenção para a necessidade de a população defender o desmatamento zero para todos os biomas e sua composição florestal.

No campo político, o texto-base da Campanha da Fraternidade incentiva a criação de um projeto de lei que impeça o uso de agrotóxicos. No Brasil, a Campanha existe há mais de 50 anos, e sua abertura oficial sempre ocorre na Quarta-feira de Cinzas, quando tem início a Quaresma.