Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Irajá Abreu (PSD-TO) recebeu na tarde desta última segunda-feira, 03, o presidente do Sindicato da Polícia Rodoviária Federal no Tocantins, Marco Antônio Gomes e a presidente da Associação das Mulheres Policiais do Tocantins, Giovanna Nazareno. Os sindicalistas pediram ao parlamentar apoio às reivindicações da classe trabalhista no que se refere a votação no Congresso Nacional da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 287/16), que trata da Reforma da Previdência.

Os líderes sindicais destacaram que as centrais sindicais expressaram a vontade do trabalhador e que estão preocupados com a votação dessa PEC na Câmara, pois segundo eles esse texto é uma afronta a quem trabalha, paga seus impostos e contribui mensalmente. “Lutamos para que seja aberto um diálogo entre os representantes das classes trabalhistas e o Congresso”, enfatiza Marco Antônio.

O presidente do Sindicato da PRF/TO, solicitou também para que seja mantida a Lei Complementar 51/85 que ”Dispõe sobre a aposentadoria do servidor público policial”. Na oportunidade, reivindicou do deputado o apoio à manutenção da Emenda 56 na PEC sobre a “atividade de risco”.

Irajá Abreu sinalizou favorável a reivindicação dos sindicalistas e disse que estará lutando para que o texto obedeça aos trâmites regimentais do Congresso. “A PEC 287/16 está sendo debatida incansavelmente no Congresso Nacional. Acredito que é fundamental ouvir todas as partes envolvidas e com interesse nas discussões, como é o caso dos movimentos sindicais. Também entendo ser necessário mudanças urgentes no texto enviado pelo governo. O trabalhador brasileiro não pode ser prejudicado”, defende o deputado.