Economia

Foto: Divulgação

Faltando poucos dias para a páscoa, 29,5% dos palmenses ainda estão em dúvida se irão ou não presentear este ano. O dado é da pesquisa Expectativa de Vendas, realizada pelo Instituto Fecomércio em parceria com o Escritório Modelo de Economia (EME) da Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Considerada uma das datas mais movimentadas para o comércio, a doçura dos chocolates desta páscoa só está garantida para 35,9% dos palmenses. Os outros 34,6% entrevistados afirmaram que não pretendem consumir os produtos típicos do período este ano.

“Os consumidores continuam demonstrando um comportamento mais cauteloso diante das datas comemorativas e estão aderindo cada vez mais aos produtos alternativos para não deixar de consumir”, explica o presidente do Sistema Fecomércio, Itelvino Pisoni.

Sobre as opções de presentes disponíveis, a pesquisa mostra que 76,1% dos palmenses pretendem comprar ovos de páscoa, 21,1% tem intenção de presentear com barras de chocolate, 16,2% devem comprar ovos de páscoa com brinquedos e 14,1% desejam oferecer cestas de chocolate.

Os lugares que serão mais buscados pelos consumidores este ano são os supermercados (54,4%), shoppings (38,1%) e o comércio de rua (5,4%). Os palmenses disseram que devem presentear os filhos (52,2%), as mães (37%), os cônjuges (18,1%) e os pais (17,4%). Mais de 40% dos consumidores pretendem gastar até R$ 50,00 e 23,8% disseram que as compras de Páscoa devem ficar entre R$ 50,01 e R$ 100,00.

Novidade

A pesquisa deste ano incluiu dois pontos interessantes para o comércio: o consumo de pescados e a intenção de turismo e lazer. Na Semana Santa, época em que boa parte da população aumenta o consumo de carnes brancas, 47,8% dos palmenses disseram que irão colocar no carrinho de compras pacu (24,1%), tucunaré (22,5%) ou pintado (16%).

Sobre o turismo, 72% afirmaram que não pretendem viajar. Entre os 28% que fizeram planos de passear durante a Semana Santa, 40,9% vão para sítios ou fazendas, 37,4% têm como destino outras cidades tocantinenses e 20% vão para fora do estado.

Pesquisa Expectativa de vendas para Páscoa

A pesquisa teve como objetivo conhecer o perfil dos potenciais compradores e sua intenção de compra neste período. A fim de identificar o ambiente e as atividades econômicas que envolvem a Páscoa, aos olhos do consumidor, e informar os empresários do setor com relação aos comportamentos dos compradores neste período, contribuindo para a definição e melhoria de suas estratégias negociais. A Pesquisa de Expectativa de Vendas para Páscoa foi realizada entre 27 a 30 de março e foram entrevistadas mais de 400 pessoas.

Por: Redação

Tags: Fecomércio, Itelvino Pisoni, Páscoa