Polí­tica

Foto: Guilherme Pagannoto Mulheres, idosos e portadores de necessidades especiais serão beneficiadas com o projeto Mulheres, idosos e portadores de necessidades especiais serão beneficiadas com o projeto

Com o objetivo de propiciar mais segurança aos usuários do transporte coletivo na Capital, com foco especial nas mulheres, idosos e portadores de necessidades especiais, está em tramitação na Câmara de Palmas dois projetos de lei para estabelecer a obrigatoriedade de os ônibus pararem fora dos pontos convencionais para desembarque desses passageiros a partir das 20 horas, desde que seja mantido o itinerário da linha.

O projeto agradou a moradora do Jardim Aureny III, Leidiane Cantanhede dos Santos. “Creio que será uma melhoria muito grande, concordo com isso pois a violência tem se estendido muito. As pessoas chegam tarde do trabalho, ou vem da faculdade, para na estação e fica longe de casa. Vai melhorar muito para a população, eu aprovo esse projeto”, afirmou.

O senhor José Afonso Pereira, morador do Jardim Taquari, conta que além de propiciar mais segurança, poder parar em um ponto mais perto de casa facilita a vida das pessoas mais idosas. “Mais seguro, favorece para a pessoa que pode descer em local mais perto de casa, principalmente para quem tem mais idade”, salientou.

A moradora da quadra 712 Sul, Socorro Sousa também aprovou a medida. “Vai facilitar a vida de muitas pessoas, principalmente das mulheres que ficam com medo de andar a noite quando saem do ônibus”, contou.

A iniciativa é contemplada em dois projetos de lei semelhantes, que foram apresentados na Casa de Leis, de autoria dos vereadores Tiago Andrino (PSB) e Junior Geo (PROS). De acordo com Andrino a medida visa possibilitar mais segurança aos usuários. “Infelizmente vivemos tempos de insegurança. Estabelecer em lei que o transporte coletivo faça paradas fora dos pontos regulares após as 20 horas é uma maneira de zelar pela segurança dos nossos cidadãos e contribuir para a promoção do bem-estar dos palmenses”, afirmou.

Em seu projeto, o vereador Junior Geo solicita que também o embarque de mulheres, portadores de necessidades especiais e idosos mesmo fora do ponto de ônibus e desembarque de todos os passageiros também fora do ponto de ônibus dentro do tempo definido de 20h às 6h. “A intenção é tentar diminuir as possibilidades de violências que vêm acontecendo nessas situações. A proposta é importante para trazer mais segurança e menos desgaste pela locomoção em horários inconvenientes, principalmente para o deficiente, idoso e mulheres”, pontuou.