Polí­cia

Foto: Divulgação

Policiais Civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais de Araguaína/TO (Deic Norte), com apoio da Polícia Civil da Denarc de Goiás, deflagraram, nesta quarta-feira, 31, uma operação de combate à criminalidade que resultou na apreensão de aproximadamente 15 kg de maconha e na prisão de Weberson A. P., 28 anos e Paulo R. S. da S., 29 anos.

Ambos os indivíduos foram autuados em flagrante delito pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e foram capturados, por volta do meio-dia, no bairro São João, em Araguaína. Conforme o delegado José Anchieta de Menezes Filho, que coordenou a operação policial, a apreensão é resultante de investigações realizadas pela Deic Norte, onde Weberson Azevedo e Paulo estariam em associação comercializando drogas nesta cidade.

Segundo o delegado, os policiais da Deic conseguiram identificar que os suspeitos já haviam recebido mais de 10 kg de drogas na semana passada e que parte dessa droga já havia sido apreendida, todavia ninguém teria sido preso.

O trabalho investigativo identificou que Weberson havia fornecido a droga apreendida para os ocupantes de um veículo e estava programando para, na data desta última quarta-feira (31/05), receber outra quantia de drogas, oriundas da cidade de Goiânia/GO.

Ainda em diligências, os policiais civis montaram equipes e passaram a monitorar os suspeitos, conseguindo prender os dois no momento em que recebiam aproximadamente 5 kg de drogas. Após as prisões, os agentes deslocaram-se até as residências dos mesmos, onde encontraram mais de 10 kg de maconha escondida na residência de Paulo e, aproximadamente, 24 g de cocaína na casa de Weberson.

De acordo com o delegado, os suspeitos presos atuavam seguindo um padrão pré-estabelecido.  “Os investigados agiam de forma organizada, acondicionando as drogas no interior de aparelhos micro-ondas, embaladas em caixa de papelão, visando dissimular a fiscalização policial”, ressaltou o delegado.

Paulo Roberto, que já tem passagens pela polícia por roubo e Weberson foram conduzidos à sede da Deic e, após autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, foram encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.