Polí­tica

Foto: Divulgação

A Câmara de Porto Nacional realizou na manhã desta segunda-feira, 5, às 8h, uma Audiência Pública com a diretoria do Previ Porto, para prestação de contas do instituto de previdência do município aos vereadores, servidores municipais e a sociedade. A prestação de contas foi solicitada pelo vereador Jefferson Lopes através de um requerimento. Estavam presentes os vereadores, Adael Oliveira, Miúdo, Geylson Neres e Jefferson Lopes, a diretoria do Previ Porto e servidores municipais.

A diretora executiva do Previ Porto, Sheylla de Araújo Barbosa ao iniciar a prestação de contas, fez uma explanação mostrando aos presentes os repasses previdenciários feitos pelo Executivo nas contas do Instituto e todas as despesas realizadas, mês a mês, do mês de novembro de 2016 a abril de 2017, totalizando um período de 6 meses.

O vereador Miúdo comentou que “é importante essa prestação de contas, ao ressaltar que foi um dos defensores para a criação do instituto”. Miúdo parabenizou a diretoria do Previ Porto por estar à frente dessa instituição de tamanha importância para os servidores do município. “É essencial mantermos o Previ Porto em sintonia com a Câmara e com os servidores; o que dá ao instituto cada vez mais, transparência e credibilidade”, afirma. O vereador é também autor de um requerimento que solicita ao executivo a doação de um terreno para construção da sede própria para o Previ Porto.

O vereador Jefferson Lopes afirmou estar preocupado com a prestação de contas, pois, segundo ele, há uma lei aprovada que requer que a mesma seja realizada bimestralmente e, como ainda não tinha acontecido este ano, foi solicitado por meio de requerimento a realização desta audiência pública. “A diretora trouxe todas as planilhas e teremos uma cópia para que fique nos registros desta Casa, até mesmo para que possamos acompanhar todo o processo da prestação de contas fazendo comparativos, porém no geral, a explanação feita foi transparente e satisfez as exigências dos servidores”, afirma Lopes, que destacou estar satisfeito com a transparência das aplicações que estão de acordo com o esperado, entretanto, lamentou a pequena participação dos servidores municipais.

A diretora do Previ Porto, Sheylla de Araújo Barbosa, disse que tem procurado fazer o trabalho frente ao instituto com muita transparência ao destacar que o mesmo é um patrimônio do servidor. Quanto à gestão dos bens, Sheylla esclareceu que o Previ Porto tem obtido uma boa rentabilidade com o empenho das assessorias e com relação às eleições, já está sendo preparado o edital se colocando como pré-candidata.