Estado

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) convoca à categoria e a sociedade para juntos aderirem à greve geral, que acontece em todo o País na próxima sexta-feira, dia 30 de junho.

Em Palmas, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) unida as demais Centrais Sindicais no Tocantins convocam a classe trabalhadora para ato público, a ser realizado às 8 horas, na Avenida JK, próximo ao Colégio São Francisco.  

A greve geral é convocada para pôr fim a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista, a Lei da Terceirização e contra a Privatização da Educação pública. Para as centrais sindicais, o pacote de maldades do Governo Temer é um golpe nos direitos dos trabalhadores.

O Sintet está na luta pela manutenção dos direitos da categoria e por uma educação pública de qualidade, por isso atende a convocação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e da CUT.  

O presidente do Sintet, José Roque Santiago, chama para paralisação geral das atividades nas escolas públicas. “Precisamos parar o País, para mostrar a este governo o peso da luta da classe trabalhadora, não podemos cruzar os braços diante da retirada de direitos que este governo trama em todas as esferas contra o trabalhador e trabalhadora”, disse José Roque.

Nas regionais do Sintet também há chamada para paralisação e algumas regionais organizam programação local, como é o caso de Araguaína, Tocantinópolis, Augustinópolis e Dianópolis.

As regionais mais próximas da capital, como Miracema, Porto Nacional e Paraíso participam das atividades em Palmas. 

Por: Redação

Tags: Greve Geral, José Roque Santiago, Sintet