Estado

Foto: Rondinelli Ribeiro

O Poder Judiciário do Tocantins é, mais uma vez, referência para tribunais de Justiça de outros estados. Desta vez, o Tribunal de Justiça Militar de São Paulo realizou visita técnica para  conhecer melhor o funcionamento do e-Proc/TJTO e a utilização do sistema, com foco na área criminal.

Durante dois dias, a comitiva do TJM-SP se reuniu com a Diretoria de Tecnologia da Informação, conheceu a Vara Militar na Comarca de Palmas e foi recebida ainda pelo presidente do TJTO, desembargador Eurípedes Lamounier.

Para o juiz titula da 6ª Auditoria Militar, Dalton Abranches Safi, a oportunidade de ver, na prática, o funcionamento da ferramenta em um Judiciário 100% eletrônico é de extrema importância no processo de implantação do sistema e-Proc no TJM-SP. "O TJ Tocantins é o único Tribunal de Justiça que tem uma Vara Judiciária Militar que trabalha com o processo eletrônico e-Proc; é um sistema de fácil uso e acho que a Justiça Militar de São Paulo poderá ganhar bastante com a ferramenta, assim como os usuários externos", afirmou.

Ao se encontrar com o magistrado paulista e o diretor de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça Militar, Luigi Ricardo Loprete, o presidente do TJTO ressaltou as facilidades do sistema e os principais resultados positivos conquistados com a ferramenta até agora. "O Tribunal do Tocantins foi o primeiro a utilizar um processo totalmente eletrônico e, em pouco tempo, percebemos o quanto facilitou os trâmites e beneficiou o jurisdicionado, uma vez que o custo era alto, o tempo demandado era maior; com o e-Proc, a qualidade do serviço melhorou", explicou Lamounier.

"Estamos à disposição e vamos dar apoio no que for possível para ajudá-los", complementou o diretor de Tecnologia da Informação do TJTO, Marco Aurélio Giralde, que acompanhou os representantes do TJM-SP durante visita ao Tocantins. "Explicamos como funciona o processo eletrônico, mostramos toda a nossa estrutura de informática também para eles com o intuito de sanar as dúvidas e orientar no processo de implantação do e-Proc no Tribunal de Justiça Militar de São Paulo", concluiu.

Troca de experiências

Para o juiz Ribamar Mendes Junior, titular da Vara Militar da Capital, o contato com os colegas de São Paulo reforça os bons resultados atingidos com o e-Proc/TJTO e contribui para ampliação das relações entre o Judiciário dos dois estados. "É fruto da evolução do nosso processo eletrônico. Vivemos uma nova realidade, que tem se espalhado por todos os cantos do país, e contribuir com esta Justiça é muito relevante", garantiu, lembrando que o TJTO já recebeu visita técnica sobre o e-Proc dos tribunais de Justiça Militar da União e de Minas Gerais.