Geral

Foto: Divulgação

Começou nesta segunda-feira, 31, as apostas para o concurso especial Lotofácil da Independência. O sorteio será no dia 7 de setembro, em São Paulo, e tem prêmio estimado de R$ 75 milhões. As apostas poderão ser realizadas até às 19h da véspera do dia do sorteio.

Se o apostador ganhar o prêmio sozinho e aplicar todo o valor na poupança poderá obter um rendimento mensal de mais de R$ 415 mil. Se preferir investir em bens, o ganhador pode montar uma frota de 500 carros de luxo ou adquirir 150 apartamentos de até R$ 500 mil.

A exemplo dos demais concursos especiais temáticos, como a Mega da Virada, a Dupla de Páscoa e a Quina de São João, na Lotofácil da Independência o prêmio principal não acumula e ganha quem acertar a maior quantidade de números sorteados.

Como jogar

Na Lotofácil, o apostador marca entre 15 a 18 números, dentre os 25 disponíveis no volante, e fatura o prêmio se acertar 11, 12, 13, 14 ou 15 números. Pode ainda deixar que o sistema escolha os números por meio da Surpresinha, ou concorrer com a mesma aposta por 3, 6, 9 ou 12 concursos consecutivos através da Teimosinha. A aposta mínima, de 15 números, custa R$ 2.

As apostas para o concurso especial, nº 1.557, da Lotofácil da Independência, podem ser feitas em qualquer lotérica do país. A partir de 29 de agosto todas as apostas da modalidade irão concorrer ao concurso especial.

Bolão Caixa

Os apostadores podem ainda somar forças com amigos e familiares e utilizar a opção Bolão Caixa, na qual o valor da aposta é dividido pelo grupo, assim como o prêmio – em caso de acerto nas faixas de premiação. Ao ser registrada no sistema, a aposta gera um recibo de cota para cada participante que, em caso de premiação, poderá resgatar a sua parte do prêmio individualmente.

Também pode ser adquirida uma cota de bolão organizado pelas lotéricas, podendo pagar uma tarifa de serviço de até 35%. O atendente registrará a aposta e emitira o recibo da cota, com o qual o apostador poderá resgatar seu prêmio, caso seja ganhador, em qualquer agência da Caixa.