Campo

Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, 1º de agosto, começa a campanha de vacinação contra a febre aftosa na maior ilha fluvial do mundo, Ilha do Bananal. A agulha oficial, termo utilizado quando a vacinação é realizada pelo serviço veterinário oficial, deve vacinar mais de 90 mil bovinos e bubalinos, em 330 retiros cadastrados. As equipes da Agência estiveram previamente no local, para notificar os indígenas e produtores rurais sobre o agendamento e orientações técnicas em relação ao manejo dos animais. A campanha será executada em 60 dias, com encerramento no dia 30 de setembro.

As vacinas para o rebanho dos indígenas, que variam entre 6 e 8 mil doses, serão doadas pelo Governo do Estado, por meio da Adapec. “Essas vacinas são um grande reforço, pois garantem a sanidade dos animais”, disse o presidente da Adapec, Humberto Camelo. O Tocantins contará com o apoio dos estados de Goiás e Mato Grosso para vacinarem o rebanho que ficam nos retiros limítrofes. “A região da Ilha requer atenção especial e um grande esforço de todos os envolvidos, pelas características geográficas. Acreditamos mais uma vez que teremos excelentes resultados de vacinação”, pontua o presidente.

A região da Ilha abrange os municípios de Cristalândia, Lagoa da Confusão, Caseara, Pium, Dueré, Sandolândia, Formoso do Araguaia e Araguaçu, num total de 2 milhões de hectares.

Vacinação brucelose

Na região da Ilha, a vacinação contra brucelose também tem calendário diferenciado do restante do Estado, ou seja, iniciou dia 1º de julho e segue até 31 de outubro. As bezerras entre 3 e 8 meses de idade devem ser vacinadas com a cepa B19 ou cepa RB 51, ficando a critério do produtor, conforme as medidas da Portaria nº 279 de 31 de julho de 2014.