Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) visitou no último final de semana o projeto de piscicultura da Fazenda Pantanal, nas proximidades do município do Sítio Novo, a 650 quilômetros de Palmas. “Incentivar a piscicultura no Tocantins é apostar numa atividade econômica estratégica para alavancar a economia do Estado e gerar mais renda e emprego para os tocantinenses”, declarou Ataides.

O senador disse ter ficado impressionado com o projeto idealizado pelo empresário Gilvan Barros e por Gilvan Barros Filho, que é deputado estadual em Alagoas. São mais de 170 hectares de lâmina de água de tanques, além de 56 hectares de barragens.

Criado em 2014, com apoio do Banco da Amazônia, o projeto Pantanal já gera cerca de 100 empregos diretos e indiretos e a expectativa é que, num futuro próximo, sejam produzidas 2.400 toneladas/ano de peixes. Atualmente, a produção de tambaquis, tabapingas e piaus é vendida não só em Tocantins, como no Maranhão e no Pará. O plano é estender a comercialização para o restante do País.

Mais assistência

Ataídes destacou que a cadeia produtiva da piscicultura está em franca expansão no Tocantins, mas que é preciso garantir maior apoio e assistência técnica, especialmente aos pequenos produtores. “Temos água em abundância no Tocantins. Com apoio e orientações necessárias, a piscicultura é uma excelente opção de renda na região, inclusive por ser uma atividade muito produtiva”, afirmou. 

O parlamentar lembrou ainda o empenho da prefeita Miyuki, de Brejinho de Nazaré, para estimular a piscicultura no município.

Para Gilvan Barros, a visita do senador Ataídes foi um estímulo importante para os produtores da região. “Esse tipo de incentivo é fundamental. Além de apoiar o agronegócio, o senador é um homem simples, carismático e entusiasmado com quem trabalha e produz. É disso que precisamos para nosso país”, observou. O produtor defendeu a desburocratização e a redução das taxas de licença ambientais, apontadas por ele como “exorbitantes”.