Estado

O mutirão jurídico do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins (SINTRAS) com o propósito de buscar judicialmente os direitos dos trabalhadores em saúde como progressões, data-base, adicional noturno, entre outros, teve uma grande adesão no interior do Estado.

A assessoria jurídica e a diretoria do sindicato já cumpriram a agenda nos últimos dias em Gurupi, Arraias, Dianópolis, Araguaina, Xambioá e Buriti do Tocantins, onde fez vários esclarecimentos sobre os processos em andamentos e teve bastante adesão para novas ações.

Hoje os atendimentos do mutirão jurídico aconteceram em Augustinópolis e seguirão para Colinas do Tocantins e Guaraí nesse sábado, 2. Na próxima segunda-feira, 4, o atendimento chega a Paraíso do Tocantins e dia 5 em Miracema. Para terminar a agenda do mutirão, dia 6, o corpo jurídico do sindicato estará em Porto Nacional.

"Desde quando começamos o mutirão a procura está grande, e com o resultado favorável das primeiras ações, a procura aumentou. Os direitos dos servidores têm que ser garantidos de um jeito ou de outro e o Sintras está persistindo nisso" frisa o presidente do Sindicato, Manoel Pereira de Miranda.  

A direção sindical continua informando aos servidores que ainda não entraram com a ação procurar para procurar o Sintras com a cópia do RG, CPF, comprovante de endereço, todos os contracheques (inclusive férias e 13º salário) dos últimos cinco anos, extrato de progressão e cópia da escala de serviço (apenas para quem for fazer pedido de GUEM.

Conforme a direção do sindicato foi programada uma agenda de atendimento em todo o Estado no intuito de facilitar o acesso ao atendimento jurídico dos trabalhadores interessados em garantir os seus direitos judicialmente.

Por: Redação

Tags: Manoel Pereira de Miranda, Sintras