Estado

Foto: Divulgação

Começam em Gurupi, no próximo dia 19, e Porto Nacional, em 28 de setembro, as reuniões temáticas da 6ª Conferência Regional de Igualdade Racional, que, este ano, adotará o tema O Brasil na Década dos Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça, Desenvolvimento e Igualdade de Direitos. As inscrições já estão disponíveis por meio deste link e poderão ser efetivadas por meio do site da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

Em Gurupi, a reunião temática será realizada no auditório do câmpus I do Centro Universitário de Gurupi (Unirg), a partir das 14 horas. Já em Porto Nacional será auditório da Universidade Federal do Tocantins (UFT), a partir das 13 horas. A duração das reuniões será de 4 horas e os participantes terão direito a certificados.

A realização das reuniões temáticas é do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir), juntamente com a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio de sua Diretoria de Direitos Humanos e Gerência de Promoção da Igualdade da Igualdade Racial, e a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE) em parceria com outros parceiros governamentais e não governamentais.

Nas reuniões, serão abordados 4 eixos temáticos, na perspectiva do enfrentamento ao racismo institucional. São eles: Do Reconhecimento dos Afrodescendentes; Da Garantia de Justiça aos Afrodescendentes; Do Desenvolvimento dos Afrodescendentes; e Discriminação Múltipla ou Agravada dos Afrodescendentes. Os eixos serão apresentados em um painel central e discutidos em grupos de trabalho, assegurando, assim, o debate entre os participantes.

Cleane Gomes, gerente de Promoção da Igualdade Racial da Seciju, diz que é importante a participação da comunidade para que, juntamente com o órgão público, seja possível debater a implementação de políticas públicas de soluções para o enfrentamento ao racismo.

Preparatórias

Também serão realizadas reuniões temáticas, porém sem datas definidas, nas cidades de Araguaína, Augustinópolis, Arraias e Dianópolis, confirmações essas que dependem dos municípios sediarores. As reuniões temáticas são preparatórias para a 6ª Conferência Regional de Igualdade Racial, que, por sua vez, prepara para a 4ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (4ª Conapir), em maio de 2018, em Brasília (DF).

A secretária da Cidadania e Justiça, Gleidy Braga, reforça a necessidade e o compromisso do Governo do Estado em realizar os encontros, que têm como público-alvo os grupos de afirmação e as comunidades quilombolas, bem como outros atores da sociedade civil organizada que trabalhem com a temática racial. De acordo com a gestora, entre muitas pautas, deve-se estimular os municípios a criarem seus conselhos municipais de promoção da igualdade racial.

Ela lembra o papel do Cepir de orientador da gestão das políticas públicas de igualdade racial e da Seciju em promover as articulações para que isso ocorra. “Necessitamos ser mais propositivos e acompanhar a execução das políticas públicas apresentadas nas conferências como demandas da comunidade. Precisamos ter a efetividade dos planos aprovados nesses encontros”, argumentou.

Por: Redação

Tags: Gurupi, Igualdade Racial, Porto Nacional