Polí­cia

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Taguatinga efetuou, na manhã de sábado, 23, a prisão de três pessoas suspeitas de envolvimento na tentativa de homicídio, praticada contra uma jovem, no dia 28 de agosto, naquela cidade.

Conforme o delegado Márcio Duarte Teixeira, responsável pelo caso, as prisões foram realizadas, em Taguatinga - TO e Campos Belos - GO, uma vez que apenas José C. G. de S., vulgo “Zeca”, reside no município tocantinense.

Os demais envolvidos Artur da S. J. vulgo "Ceguinho", 18 anos e Girley A. de S., vulgo "Lei" 29 anos, encontravam-se presos na Cadeia Publica de Campos Belos - GO, pela prática de assalto a mão armada e tráfico de entorpecentes, todavia, mesmo estando encarcerados, ambos os homens foram comunicados sobre suas respectivas prisões.

De acordo com as investigações da Delegacia de Taguatinga, a vítima era namorada de Artur, que por sua vez faz parte da organização criminosa liderada por Girlei, que mesmo recluso, é suspeito de comandar o tráfico de drogas, além de demais crimes, na região de Campos Belos - GO e sudeste do Tocantins.

Segundo o delegado Márcio, o crime teria sido motivado por ciúmes, uma vez que a jovem teria decidido por um fim no relacionamento que mantinha com Artur. Entretanto, outras hipóteses estão sendo investigadas, haja vista que a vítima tinha conhecimento dos detalhes das supostas atividades ilícitas praticadas por Artur, sugerindo também uma suposta queima de arquivo.

Após decidir sobre a ação, Artur pediu apoio a Girley para colocar o plano em prática. Desta feita Girley fez contato com outros dois comparsas, ainda não identificados, determinando que ambos fossem até Taguatinga e realizassem a execução da jovem.

Não bastasse isso, as investigações da PC também apontaram que Girley fez contato com José C., para que este recepcionasse e levasse os executores até o endereço da vítima. Enquanto isso, Artur convencia a jovem a sair de casa e seguir a pé para uma rua escura, alegando que alguns "parceiros" estariam na cidade para protege-lá de uma suposta ameaça de morte.

No caminho para o local indicado, a jovem foi brutalmente atacada por dois indivíduos que estavam portando revólveres, os quais falharam no momento dos disparos, instante em que os mesmos passaram a desferir golpes contra a cabeça da vítima com as respectivas armas, até que  a mulher viesse a desmaiar.

Os autores, imaginando que a vítima estivesse morta, rapidamente empreenderam fuga em posse de um veículo GM Celta, preto.

Contudo, ao se aproximar dos autores, a vítima reconheceu  Zeca, e, mesmo estando gravemente ferida, conseguiu voltar para casa em busca de socorro, momento que contou para seus familiares sobre o envolvimento do mesmo.

Os três suspeitos presos fazem parte de uma organização criminosa que atua, basicamente, na venda e tráfico de entorpecentes, sendo que Zeca é primo e suposto comandado de Girley, com recente passagem pelo sistema prisional da Comarca de Taguatinga, pelo crime de tráfico de drogas.

As investigações continuam, até que os demais suspeitos possam ser identificados e presos.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil, Taguatinga