Polí­cia

Foto: Divulgação

Com o objetivo de reforçar o policiamento ostensivo e coibir as ações praticadas por infratores, a Polícia Militar realizou na noite dessa sexta-feira, 29, a Operação "Chamada Geral II". A ação ocorreu na capital com a participação de aproximadamente 250 policiais militares, sendo utilizados 26 veículos entre carros, motos, micro-ônibus e o caveirão.

Estiveram presentes acompanhando todas as atividades, o comandante-geral da PM, coronel Glauber de Oliveira Santos, o chefe do estado-maior, coronel Edvan de Jesus Silva e o comandante do policiamento da capital, tenente-coronel Cláudio Thomaz Coelho de Souza. A tropa se reuniu no Quartel do Comando Geral (QCG) por volta das 18h, onde foi instruída como proceder durante a Operação. Em seguida os policiais saíram nas viaturas em comboio pela cidade. O comandante-geral também participou do comboio dentro do caveirão. 

Um dos primeiros locais onde montaram a blitz foi entre a 604 sul e 704 sul, precisamente na Avenida Palmas Brasil. Carros e motocicletas foram parados para que as pessoas e os veículos fossem revistados. Outros pontos da cidade também tiveram barreiras policiais como na Avenida Teotônio Segurado próximo as faculdades, No Jardim Aureny III, na saída para Aparecida do Rio Negro e demais localidades consideradas críticas.

O comandante do policiamento da capital, tenente-coronel Cláudio, afirmou que a Operação conta com o apoio de todo o efetivo do QCG e demais unidades administrativas da PM. "Com o reforço, a ideia é colocar os policiais na rua, intensificar as abordagens e consequentemente transmitir mais segurança a sociedade palmense" destacou o tenente-coronel Cláudio.

Para o comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, major Leandro Guimarães Nunes, a Operação contribui para que população perceba que a PM está trabalhando incansavelmente na tentativa de reduzir os índices de criminalidade. "A polícia se apresenta a sociedade mostrando trabalho e ostensividade", ressaltou o major.

O coronel Glauber em seu discurso disse que espera da tropa, que foi convocada para a Operação, o máximo de empenho possível. "O grande diferencial da instituição é a dedicação total as missões a serem executadas", destacou o comandante.

Balanço da Operação

Ao todo foram abordadas 2.940 pessoas e 1.976 veículos, onde houve 74 notificações de trânsito e 26 remoções veículos para regularização.

Os crimes cometidos durante a Operação resultaram na prisão de três pessoas e apreensão de dois menores. Ainda nas abordagens, duas armas brancas foram apreendidas juntamente com um simulacro de arma de fogo.

Sobre as prisões e apreensões

Os policiais militares detiveram dois indivíduos, 19 e 17 anos, que estavam praticando roubo no centro da capital. Os suspeitos conduziam uma faca e um simulacro de arma de fogo. Com eles foram encontrados diversos aparelhos celulares roubados e uma moto com registro de furto/roubo. Ainda no plano diretor um homem foi preso após roubar a bolsa de uma senhora e todos os objetos foram recuperados.

Já na região sul, duas pessoas também foram detidas, sendo um deles menor. Eles foram localizados de posse de 61 invólucros de crack e 62 invólucros de maconha. O material estava pronto para a venda.

Todos os envolvidos foram encaminhados à delegacia para os procedimentos cabíveis.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Militar