Saúde

Foto: Regiane Rocha

Nessa quarta-feira, 11, às 16 horas, o Hospital Infantil de Palmas será a parada dos integrantes do Projeto Guardiões da Alegria que, por meio da música, pretendem levantar o astral da garotada que está em tratamento médico. Já na quinta, 12, Dia das Crianças, a festa será para os pequenos da região da Capadócia, no Jardim Taquari, a partir das 8h30.

“Não é só música, é a boa energia. O nosso desejo sincero para que as pessoas possam, por um instante que seja, esquecerem um pouco o quanto é ruim estar numa cama de hospital ou em uma situação de vulnerabilidade social,” afirma Henald Enzo, um dos integrantes da banda mirim da Guarda Metropolitana de Palmas.

O secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Major Leonardo Coelho, lembra que a musicoterapia já é reconhecida por vários estudos que afirmam que a música auxilia no tratamento de doenças, além de contribuir na socialização das pessoas. “A música é capaz de trocar o foco da dor, seja ela física ou emocional, afastando gradativamente a sensação de dor”, lembra.

Além de executar músicas que são composições poéticas, há ainda interação entre os guardiões e o público através de temas como saúde, bem-estar e alegria. “Todos saem ganhando, inclusive nós que vamos com a intenção de promover a descontração desses pequenos e saímos de lá também contentes por ver o contentamento das pessoas. É uma sensação de paz”, garante o maestro da banda, o inspetor José Rênison.

Neste ano, o Guardiões da Alegria já passou pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e por algumasUnidades Básicas de Saúde (UBS), levando alegria e solidariedade.

O Projeto Guardiões da Alegria da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP) é formado por um grupo de cinco integrantes, três músicos da banda mirim e três acadêmicas do curso de Enfermagem da Faculdade de Palmas (Fapal).