Estado

Foto: Divulgação

Foi lançado na tarde desta terça-feira, 24, em Palmas, o “Movimento Resistência Por Um Brasil Melhor” que tem como objetivo resistir às mudanças propostas nas reformas trabalhista e previdenciária.

O movimento é liderado por 22 confederações nacionais de trabalhadores e iniciou a coleta de assinaturas para apresentação de Projeto de Lei de Iniciativa Popular com objetivo de revogar a reforma trabalhista.

Outro foco é a reforma da previdência em tramitação no Congresso Nacional e que altera as regras para aposentadoria dos trabalhadores. O movimento prevê a coleta de mais de 1 milhão de assinaturas em todo o País para a apresentação do projeto.

No Tocantins serão coletadas assinaturas em diversas cidades do Estado. Estas assinaturas serão encaminhadas a um comitê nacional responsável pelo encaminhamento do Projeto de Lei de Iniciativa Popular.

Durante o lançamento do evento, diversas lideranças sindicais do Tocantins falaram da necessidade de mobilizar a sociedade para combater o desmonte da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e também da Previdência Social.

As duas reformas são as que mais retiram direitos dos trabalhadores e precarizam ainda mais as relações de trabalho. O além da coleta de assinaturas para revogar a reforma trabalhista, o “Movimento Resistência” vai fazer uma ampla divulgação em todos os Estados dos nomes dos parlamentares que votaram contra os interesses dos trabalhadores, tanto na Câmara, quanto no Senado.