Publieditorial

Foto: Divulgação

O Brasil terá sua primeira premiação de esporte eletrônico em dezembro deste ano. O Prêmio eSports Brasil homenageará os melhores do país no esporte em dez diferentes categorias técnicas. O evento, que ocorrerá e será televisionado dia 19, foi idealizado pela Globo, com organização da e-SporTV, e apoio da Go4it, investidora envolvida com negócios do ramo esportivo e tecnológico – e visa prestigiar e dar mais destaque a esse tipo de esporte no País. 

O segmento tem cada vez mais adeptos não só no país como no mundo, mas lá fora ele tem mais visibilidade e credibilidade que aqui, daí a ideia de fazer um prêmio para celebrar o e-Sport e dar mais reconhecimento aos jogadores brasileiros. Isso pois não há apenas estrangeiros na disputa, grandes atletas nacionais fizeram seu nome em campeonatos de alcance mundial, como André Akkari no poker e Marcelo "Coldzera" David, no Counter Strike - que inclusive está concorrendo nessa premiação. 

Ao todo são 72 indicados como melhores atletas em diversos jogos (LoL, Dota 2, CS:GO, Overwatch, Futebol Virtual, Card Game, Rainbow:Six Siege  e outras modalidades), Personalidade do Ano, Atleta Revelação e Atleta de eSports do Ano. Os nomes foram escolhidos por um júri de 34 jogadores, influenciadores e especialistas em e-Sports, que deram seu voto entre 24 a 31 de outubro na primeira fase do prêmio. Os oito nomes mais citados entraram, no último dia 6, em voto popular, nos quais os fãs podem escolher seus ídolos nas 10 categorias oficiais até dia 30 de novembro. Ao mesmo tempo, estão abertos os votos para as 4 categorias populares: Melhor Streamer, Melhor Organização, Melhor Jogo e Craque da Galera. 

A terceira e última fase ocorre entre os dias 1 a 10 de dezembro, e é nela que o super júri definirá os finalistas, elegendo os 3 primeiros lugares e escolhendo o vencedor. A premiação inédita ocorrerá em São Paulo e vai ao ar ao vivo pelo SporTV 3, enquanto isso é possível votar nos atletas pelo site.  Além de Marcelo, outro grande nome que está concorrendo ao prêmio é Guilherme “GuiFera” Fonseca, o primeiro brasileiro campeão mundial de Pro Evolution Soccer na PES League - liga da Konami, empresa japonesa de jogos - deste ano, e cuja final se deu em junho, no estádio do Arsenal, em Londres. O paulista de 18 anos foi indicado nas categorias Melhor Atleta de Futebol Virtual e Personalidade do Ano. Isso pois, o jogador do Santos FC é ainda o atual campeão do e-Brasileirão, competição de futebol virtual organizada pela CBF. 

Além do Santos, o primeiro a entrar nesse ramo ao firmar parceria com a Dexterity (com equipes de diversos jogos) em 2015, outro clube que está nos esportes eletrônicos é o Flamengo, desde que criou sua própria equipe de LoL este ano. E agora é o Corinthians que também se junta ao mundo dos e-Sports em parceria com a RED Canids, equipe brasileira de times profissionais, especialmente de League of Legends, Vainglory e Heroes of Storm. A revelação ocorreu pelas redes sociais do clube esportivo paulista no último dia 4.

Isso só corrobora com o fato de que houve um grande crescimento do esporte eletrônico no país nos últimos tempos, o qual é estimado por especialistas a se tornar mais praticado do que esportes tradicionais em um período de 5 anos. Esse tema foi discutido no encontro mundial de tecnologia Web Summit 2017 em Lisboa, que dedicou uma boa parte de suas palestras aos e-Sports. Só no Brasil, mais de 50 milhões de pessoas já jogam online e a tendência é que esses números aumentem.