Estado

Foto: Divulgação

Os equipamentos de fiscalização eletrônica instalados em Araguaína registraram uma diminuição considerável no número de infrações na cidade. Foi o que apresentou o relatório de três anos da Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT). Em outubro de 2015, foram 15.400 infrações e, no mesmo período de 2017, apenas 3.400 registros de desrespeito à velocidade permitida, o que representa uma queda de 352%.

Um dos objetivos da ASTT é despertar a conscientização dos condutores para diminuir os acidentes. “Com os números positivos, é possível comprovar que motoristas estão mais conscientes no trânsito e respeitando os limites de velocidade permitido”, afirmou o coordenador municipal de Fiscalização de Transporte e Trânsito, Eduardo Barbosa, acrescentando que na cidade existem 12 pontos de aparelhos de fiscalização eletrônica em locais onde foram registrados mais acidentes.

Além da queda nos registros dos equipamentos, as autuações também diminuíram. Em 2016, foram 54.283 motoristas autuados por desrespeito às leis de trânsito em Araguaína. Com as ações de educação para o trânsito realizadas pela ASTT, em 2017 esse número caiu para quase metade, 31.954.

Fiscalização

Além dos radares redutores de velocidade que foram instalados, os agentes de trânsito realizam fiscalização constante em Araguaína em vários seguimentos de transporte público. Conforme levantamento da agência, o sistema de transporte em Araguaína é composto por 495 mototaxistas, 270 taxistas, 25 ônibus de transporte público e 58 veículos de fretamento.

Educação no Trânsito

Desde que foi criada, há três anos, a agência realiza várias campanhas de conscientização. Agentes na educação no trânsito, blitz educativas e ações programadas, são realizadas no sentido de diminuir o índice de infrações e acidentes no trânsito de Araguaína.

Além das campanhas educativas, existe o Projeto Agente Mirim, blitzen educativas, campanhas de doação de sangue em vésperas de férias e feriados prolongados, palestras sobre prevenção de acidentes em empresas e escolas e campanhas já determinadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Só em 2017 foram 12 ações e 32 mil pessoas envolvidas. Para este ano, estão previstas mais seis campanhas já determinadas e outras atividades voltadas para a conscientização no trânsito.