Educação

Foto: Ascom/Seduc As Escolas Jovem em Ação trabalham com áreas do conhecimento As Escolas Jovem em Ação trabalham com áreas do conhecimento

Aproveitar a oportunidade de cursar o ensino médio em uma escola de tempo integral, com estruturas modernas e que oferte aos alunos uma metodologia de ensino com interação interdisciplinar voltada para o futuro. Assim são as escolas do Programa Escola Jovem Ação, que ainda têm vagas e recebem matrículas para as turmas do ano letivo de 2018.

Este é o caso da Escola Estadual em Tempo Integral localizada na quadra 401 Sul, de Palmas, que também abrirá turmas para o período noturno, com turmas regulares e Educação de Jovens e Adultos (EJA). No período diurno, há turmas do 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio Integral.

As matrículas da unidade da Capital podem ser feitas na Escola Estadual Madre Belém, localizada na quadra 604 Sul. O início das aulas está previsto para 1º de fevereiro.

A escola tem em sua estrutura 21 salas de aula, biblioteca, laboratórios, salas temáticas, auditório, complexo esportivo e piscina. A unidade de ensino, que se encontra em fase de finalização de obras, atenderá os alunos anteriormente matriculados na Escola Madre Belém e novos matriculados.

Escolas Jovem em Ação

De acordo com a coordenadora do Programa Jovem em Ação, Maristélia Alves Santos, há vagas em todas as unidades. “Na escola em frente à Havan, em Palmas, disponibilizamos a princípio quatro turmas para a 1ª série do ensino médio; no entanto, já estamos com matrículas para dez turmas de 40 alunos”, destacou, reiterando a abertura de turmas no período noturno.

Para realizar a matrícula, é necessário que o responsável procure uma das 14 instituições, apresente comprovante de endereço, documentos pessoais como cartão do SUS, cartão de vacinas e declaração de conclusão da série anterior. A certidão de nascimento é imprescindível no ato da matrícula. As Escolas Jovens em Ação estão localizadas nos municípios de Palmas, Araguaína, Gurupi, Guaraí, Miracema, Tocantinópolis, Dianópolis, Colinas, Porto Nacional, Arraias e Augustinópolis. Todas terão início das aulas em 1º de fevereiro.

As Escolas Jovem em Ação trabalham com áreas do conhecimento por meio de cinco premissas norteadoras para este modelo. São elas: Excelência em gestão, Corresponsabilidade, Formação Continuada, Protagonismo e Replicabilidade. Dentro do plano de ação, cada uma destas vertentes possui metas estabelecidas.  “Percebemos que em 2017 os profissionais, em parceria com os alunos, trabalharam para que todas as metas fossem alcançadas”, disse Maristélia Alves.

Os interessados em matricular-se em uma destas escolas podem entrar em contato com as unidades.

ARAGUAÍNA
Colégio Estadual Rui Barbosa

Centro de Ensino Médio Benjamim José de Almeida

Centro de Ensino Médio Paulo Freire


MIRACEMA DO TOCANTINS
Centro de Ensino Médio Dona Filomena Moreira de Paula

TOCANTINÓPOLIS
Centro de Ensino Médio Darcy Marinho

GURUPI
Centro de Ensino Médio Bom Jesus

DIANÓPOLIS
Centro de Ensino Médio Antônio Póvoa

GUARAÍ
Centro de Ensino Médio Oquerlina Torres

COLINAS
Centro de Ensino Médio Presidente Castelo Branco

ARRAIAS
Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro

PALMAS
Colégio da Polícia Militar
Escola Estadual Madre Belém (unidade da 401 Sul)

PORTO NACIONAL
Escola Estadual Custódia da Silva Pedreira