Polí­cia

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Polícia Militar (PM) e Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, após três suspeitos praticarem um roubo na casa do prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Gomes Neto, neste domingo, 4, quando o prefeito e seu motorista foram feridos a tiros, policiais militares da 6ª Companhia Independente iniciaram as diligências e fizeram o cerco para prender os envolvidos. Ainda no domingo, um homem de 18 anos foi preso e na manhã desta segunda-feira, 5, outro suspeito, também de 18 anos, foi localizado e preso por equipes da PM.

De acordo com informações da Polícia Militar, os suspeitos fugiram num automóvel Fiat Uno, com registro de roubo, e abandonaram o veículo nas proximidades de Lajeado, continuando a fuga a pé pela mata. Um deles foi localizado no domingo, por volta das 18 horas, pelas equipes que faziam buscas na região. O outro suspeito, encontrado nesta segunda, estava às margens da Rodovia TO-010, km 56, ainda em Lajeado. Após ser abordado ele confessou a participação no crime. Os dois suspeitos foram encaminhados à delegacia.

Investigações

De acordo com a Polícia Civil, policiais da Delegacia Regional de Miracema e do Grupo de Operações Táticas Especiais, e o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), participaram das buscas aos envolvidos, auxiliando a Polícia Militar (PM) na captura de dois suspeitos: Matheus Carvalho da Silva, preso no final da tarde de ontem, por volta de 18h, e Daynan Ribeiro Silveira, capturado às 06h20 desta segunda-feira

A principal linha de investigação da Delegacia de Polícia Civil de Tocantínia, responsável pelo caso, é a de latrocínio na modalidade tentada. A produção de provas continua em fase avançada, com a oitiva de todas as vítimas presentes no local, exceto as que ainda se encontram hospitalizadas, como o prefeito. As buscas permanecem intensas a um terceiro envolvido, que ainda está foragido.

Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o prefeito foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) as 10h24, consciente, lúcido e orientado, vítima de arma de fogo, sendo prontamente atendido pela equipe médica do HGP, onde realizou exames e passou por procedimento cirúrgico para retirada do projétil. Após a operação, a pedido da família, ele foi transferido para o Hospital da Unimed.

O Governo do Tocantins lamenta o ocorrido com o gestor municipal e reforça que todas as ações necessárias para a captura dos acusados estão sendo realizadas.