Estado

Foto: Lino Vargas

Representantes da Secretaria da Cultura de Gurupi, juntamente com equipes da Saúde, Conselho tutelar, Blocos e departamento da Postura, reuniram-se na manhã dessa quarta-feira, 7, no 4º Batalhão da Policia Militar (BPM), da cidade para tratar sobre a segurança, durante o Carnaval de Gurupi.

O policiamento será reforçado durante os cinco dias de festa.  Policiais da cidade de Palmas também vão ajudar na segurança durante o carnaval. O comandante do 4º BPM, Tenente Coronel, Flávio Santos, explicou também que haverá uma concentração de militares dentro do circuito, em pontos estratégicos, em vias próximas, onde há um número maior de estacionamentos. O objetivo é evitar qualquer problema, e manter tranquilidade durante o evento.

“Manter a segurança dos filhões é fundamental. Estamos trabalhando nesse planejamento a pelo menos dois meses.  Orientamos a comunidade e comerciantes e vamos continuar fazendo isso durante o carnaval. Evitar embriagues ao volante, conflitos ou qualquer outra ação que viole a lei, estaremos atuando de forma ostensiva”, destacou o Comandante.

 Prefeitura reforça segurança

Além do efetivo da Polícia Militar, a Prefeitura de Gurupi, também vai destinar seguranças partículares. “ Teremos 40 homens trabalhando na segurança especializada.  Temos o trabalho da PM que já nos traz uma segurança enorme, mas queremos mais, por isso o Prefeito Laurez Moreira, determinou que também destinássemos mais pessoas para esse tipo de serviço”, explicou a Secretária da Cultura de Gurupi, Zenaide Dias.

 Equipes do Conselho Tutelar também estarão na avenida, evitando que menores de idade consumam bebidas alcoólicas, entre outras infrações. O departamento da postura também intensificará as ações. Todos os comércios serão fiscalizados para que não haja vendas ilegais ou funcionamento sem a devida licença.

Proibição de garrafas de vidro.

Durante a reunião outro assunto abordado foi com relação as garrafas de vidro.  A polícia e prefeitura pedem a colaboração dos comerciantes para que não vendam bebidas que o vasilhame seja de vidro. 

O objetivo é evitar que o folião se machuque. “Queremos evitar todo tipo de problema. A primeira situação é que a pessoa acaba jogando esse material no chão. Outros passam e acabam se machucando. Outra preocupação é que podem usar isso como uma arma branca.  Queremos evitar todo tipo de problema”, explicou o Major, Jaime.   

 A Prefeitura vai orientar tanto o folião quanto o comerciante com relação isso. Todo trabalho de prevenção está sendo feito. As fiscalizações serão intensas por todos os órgãos, tudo para garantir a tranquilidade no melhor carnaval do norte do Brasil, que acontece entre os dias 09 a 13 de fevereiro”, finalizou a Secretária da Cultura.