Campo

Foto: Divulgação

A Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e representantes das instituições federais, ligadas ao setor rural, se reuniram nesta terça-feira, 14, para discutir as ações de melhorias para serem desenvolvidas durante a Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2018). A feira acorre de 8 a 12 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, na TO-050, saída para Porto Nacional.

Na ocasião, um dos organizadores da feira, o diretor de Agrotecnologia da Seagro, Fernando Garcia, fez uma explanação das normas e procedimentos para os expositores e parceiros que vão participar da Agrotins. “É um evento que a cada ano vem crescendo, por isso, a importância dessa parceria no intuito de melhorar, cada vez mais, a estrutura, a segurança em prol de atender melhor, os produtores, expositores e visitantes”, informou.

Inovações

Assim como todos os anos, a Agrotins traz as inovações tecnológicas para apresentar durantes os cinco dias. O Instituto Brasileiro de Recursos Renováveis e Meio Ambiente (Ibama), por exemplo, vai instalar pela primeira vez um grupo de combate, o Prevfogo, para apresentar as ações de combate ao fogo aos produtores. Para o superintendente da instituição, Lucas Santos Costa, este é um momento ideal para mostrar aos produtores como funciona o passo-a-passo de como evitar as queimas no campo. “Estaremos mostrando os equipamentos e as técnicas de combatem, manejo do fogo e acero correto como proteger a propriedade rural”, disse.

Informações

O superintendente federal da Agricultura no Tocantins, Rodrigo Rochael Guerra, adiantou que, este ano, estão trazendo novidades, que é de orientar os prefeitos como buscar recursos estadual ou federal no setor do agronegócio. “Há uma necessidade de orientar estes agentes públicos, em que projeto desenvolver e a vocação econômica de cada município”, ressaltou.

Guerra acrescentou que no estande, auditores federais estarão informando como funciona a documentação para a instalação de empreendimentos industriais de ração, insumos e laticínios, entre outros. E ainda como solicitar processo para instalação do Serviço de Inspeção Federal (SIF).

Embrapa

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), uma das parceiras no ramo das inovações tecnologias, também apresentará novidades. Entre elas, duas cultivares de arroz A CL 702 e A 501 CL. “As variedades são tolerantes a Kifix, ou seja, retarda o crescimento de gramíneas, permitindo o consorcio do arroz com o capim e, consequentemente, após a colheita do arroz o pasto estará formado”, destacou o pesquisador da Embrapa, Pedro Alcântara.

Participaram também da reunião, representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Superintendência do Patrimônio da União (SPU/TO), Capitania Fluvial do Araguaia Tocantins (Marinha), 22 Batalhão de Infantaria (Exército), Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário (MDA),  e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).