Polí­tica

Foto: Divulgação

Com o objetivo de erradicar os crimes eleitorais no Tocantins nas Eleições 2018, o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins (Sindepol/TO) realizará o I Seminário de Combate aos Crimes Eleitorais, na próxima terça-feira (20/03), pela manhã e à tarde no auditório Gardênia, no Girassol Plaza Hotel. O evento é umas das medidas estratégicas tomadas pelo Sindicato para capacitar os Delegados para atuarem durante as eleições.

O presidente do Sindepol/TO, delegado Mozart Felix, explica que a realização do seminário é de suma importância para a segurança das eleições. “Os Delegados serão capacitados e atualizados sobre os crimes eleitorais que mais são cometidos, como compra de votos, boca de urna, uso de título de eleitor falso, e transporte ilegal de eleitores no dia da votação. A capacitação também servirá para que os delegados sejam agentes conscientizadores da população”.

O evento contará com três palestras sobre temas pertinentes às eleições. Fernando Mello, juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai esclarecer sobre o Abuso de Poder Econômico e Político no Processo Eleitoral; Célio Jacinto dos Santos, diretor do Centro de Estudos de Investigação Criminal (CEICRIM), vai explanar sobre o Sistema de Persecução Criminal Eleitoral; E o Delegado da Polícia Federal no Tocantins (PF/TO), Joaquim Nivaldo de Macedo, abordará o tema: Investigação de Crimes Eleitorais.

Abuso do Poder Econômico

Os delegados serão preparados para investigar possíveis abusos do poder econômico que possam ocorrer durante as Eleições 2018. O abuso do poder econômico caracteriza-se como um crime, onde um candidato, partido ou coligação utiliza recursos financeiros ou patrimoniais de forma excessiva para se beneficiar, afligindo a normalidade e a legitimidade do pleito

Delegados

O Estado do Tocantins conta hoje com 220 unidades operacionais da Polícia Civil, estando 178 delegados na ativa, distribuídos nos 139 municípios. Atualmente o Sindepol/TO têm 170 Delegados filiados entre aposentados e na ativa, e grande parte deve participar deste Seminário onde serão capacitados para manter a segurança das 35 Zonas Eleitorais no Estado.