Polí­cia

Foto: SSP/TO Os acusados permanecerão à disposição do Poder Judiciário Os acusados permanecerão à disposição do Poder Judiciário

A Polícia Civil do Tocantins, por meio de uma ação conjunta realizada pela Delegacia Interestadual de Capturas (Polinter) e pela 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araguaína deflagrou, nessa terça-feira, 10, e nesta quarta-feira, 11, a segunda fase da operação “Varredura”, a qual resultou na prisão de mais de 30 pessoas acusadas pela prática de crimes diversos, em Araguaína, norte do Estado.

A operação tem como objetivo principal dar cumprimento a mandados de prisões de pessoas acusadas pela prática de variados crimes em Araguaína.

Conforme a delegada Suraia Carvalho Vilela, titular da Polinter e o delegado regional, Bruno Boaventura, titular da 1ª DRPC, responsáveis pela ação, até o momento, foram presas, mediante cumprimentos a mandados de prisões, 31 pessoas acusadas pela prática de crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo, estupro, dentre outros, bem como por não pagamento de pensão alimentícia.

Foram presos durante os trabalhos policiais:

Josiel R. da R.24 anos, pelo crime de roubo; Remildo de S. R.37 anos, prisão preventiva; Ruzinelte P.de A.32 anos, prisão preventiva; Henrique F. F. da S., 19 anos, prisão preventiva; Wanderson P. G., 21 anos, prisão preventiva; Luzivan F. da S., 30 anos, prisão preventiva; Edivan A. da S., 31 anos, crime roubo; Luceli F. da S., 51 anos, crime de tráfico; Dourivan P. dos S., 67 anos, crime de estupro; Flavio da S. F., 23 anos, roubo; Jose M. da S., 68 anos, homicídio; Ricardo G. F., 39 anos, prisão preventiva; Aparecido da S. C., 34 anos, crime de homicídio; Luis G. de J. D., 49 anos, prisão preventiva; Tanira C. S., 26 anos, crime: organização criminosa c/ porte ilegal de arma de fogo; Iraci A. da S., 36 anos, prisão preventiva; Joaci R. de S., 43 anos, crime: atentado violento ao pudor; Raimundo N. de A., prisão preventiva; Dalvan C. A. C., 30 anos, prisão preventiva; Kássio M. A., 23 anos, crime: roubo; Julio C. R. dos S., prisão em flagrante, crime: tráfico e associação para o tráfico Welton O. da S., 25 anos, suspensão cautelar da pena; João B. L. de F., 32 anos, crime homicídio; Ailton C. da M., 39 anos, descumprimento de pena imposta; Marques de S. R. J., 28 anos, crime: furto qualificado; Lucas E. D. da S., 22 anos, execução de pena; Rodrigo de S. L., 30 anos, execução de pena.

Ainda em decorrência das ações da operação Varredura, foram efetuadas as prisões cíveis de: 

Eduardo dos S. C. que teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA);

Izaias E. da S., prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Francisco de A. C. de S., teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Antonio M. de A. J., prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Everaldo B. da S. teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Creusnere S. de S., prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Eraldo V. dos S., prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Mailson R. da S. teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Jose C. B. J. sua foi prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína;

Ainda de acordo com a delegada Suráia Vilela, “a operação varredura está na segunda fase, e retira de circulação pessoas que cometeram diversos crimes e estão em débito com a justiça, e será executada e em todo o estado de forma integrada com as regionais da polícia civil, com o fim de combater firmemente a criminalidade”.

Para o delegado Bruno Boaventura, as prisões realizadas trazem mais paz e tranquilidade à população de Araguaína e região.

Após serem presos, todos os indivíduos foram, após as providências legais cabíveis, encaminhados à CPP de Araguaína, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.