Polí­cia

Foto: SSP/TO

Policiais civis da Delegacia da Criança e do Adolescente (DECA), de Araguaína e da Delegacia Interestadual de Capturas (Polinter), efetuaram na manhã dessa última quinta-feira, 12, em Palmas, o cumprimento de mandado de prisão preventiva, em desfavor do investigado M.A.S (25 anos). A ação foi comandada pelos delegados Suraia Carvalho Vilela, Cinthia Miura e Amaury Marinho e apoio tático da Polícia Militar do Tocantins (PMTO),

O indivíduo é suspeito pelos crimes de estupro de vulnerável, favorecimento da prostituição e aliciamento de criança com o fim de com ela praticar ato libidinoso, em detrimento de duas crianças de 8 e 11 anos de idade.

O fato delituoso foi noticiado no dia 26/03/2018 na DECA-Araguaína pela madrasta de uma das vítimas e, de imediato, o inquérito policial foi instaurado. Em seguida, o Delegado Amaury Marinho representou pela prisão preventiva do autor, a qual foi prontamente deferida pela Juíza da Vara Especializada no combate à Violência contra a Mulher de Araguaína.

Com a ordem judicial em mãos, os policiais civis deslocaram-se até o Setor Santa Bárbara, região sul da Capital, onde efetuaram a prisão do suspeito, o qual, após os procedimentos legais cabíveis, foi recolhido a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. O Inquérito policial está em sua fase final e será encaminhado à justiça.