Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Educação

Foto: Marise Suzuki

Foto: Marise Suzuki

Com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (FAPT) e do Newton Fund vinculado à British Council, acontece em Gurupi/TO entre os dias 21 a 23 de novembro na UnirG – Universidade de Gurupi e em Palmas/TO entre os dias 26 e 28 de novembro no Câmpus da Unitins - Universidade Estadual do Tocantins, o II Workshop Researcher Connect.  

O Programa Researcher Connect tem como objetivo melhorar as habilidades em comunicação científica para pesquisadores. Seu foco é desenvolver excelentes habilidades em comunicação para que sejam utilizadas em contextos internacionais e multiculturais.

Para o presidente da FAPT, Márcio Silveira, eventos como esse colocam os pesquisadores do Tocantins em contato com pesquisadores de todo o mundo. “O Researcher Connect tem o poder de projetar as pesquisas e os pesquisadores locais em uma escala global, além disso, contribui para o desenvolvimento social e econômico do país, por isso nós da FAPT fazemos questão de dar o nosso apoio”, afirma o presidente.

Em Gurupi

Foram oferecidas 20 vagas para pesquisadores de todas as Instituições do Estado do Tocantins. Tiveram preferência pessoas pós-graduadas, recém-doutores (menos de 10 anos de formação) ou doutorandos. Caso houvesse vagas disponíveis, os mestres com altas publicações e doutores com mais de 10 anos de formação também seriam contemplados.

Em Palmas

Foram oferecidas 25 vagas destinadas preferencialmente a recém-doutores ou doutorandos de todas as Instituições de Ensino Superior do Estado do Tocantins. O curso será ministrado em inglês e os candidatos selecionados fizeram um teste de nivelamento em língua inglesa aplicado via plataforma OPT (Online Placement Test) conforme exigência da British Council.

O programa

Researcher Connect é composto por uma série de cursos de curta duração voltados para pesquisadores em todos os estágios da carreira acadêmica e de todas as áreas do conhecimento.

As aulas são em inglês e têm o objetivo de aprimorar as habilidades em comunicação científica em contextos internacionais e multiculturais. Os participantes aprendem técnicas para se comunicar melhor no idioma em diversas situações: apresentações orais, escrita acadêmica, publicação de artigos em periódicos internacionais, propostas de projetos, elaboração de abstracts, entre outros.

Para pesquisadores, divulgar seus projetos em inglês de forma eficaz é essencial para o sucesso. As universidades também encontram uma necessidade crescente de internacionalização, especialmente no Brasil. Sendo assim o Researcher Connect foi desenvolvido para atender a essas demandas globais.