Geral

A segunda edição do projeto "Jardim da Poesia", realizado pela Fundação Cultural do Tocantins-FCT, por meio da Gerência de Literatura, terá início nesta terça-feira, 28, na área externa do Museu Histórico do Tocantins-Palacinho.

Em sua nova fase, o projeto estará expondo 13 textos poéticos, em tamanho ampliado, numa área sob arvoredo, contando com vários bancos, onde os visitantes do museu poderão descansar enquanto fazem sua viagem poética. Os textos estarão representados através de artes e ilustrações.

Os visitantes do projeto poderão nesta edição conferir as obras dos escritores Odir Rocha, com o texto "Tatoo"; Geslan de Souza Santana, com "Gerundiando" (arte de Paty Fregonesi); Wátila Misla, com "Partir" (arte de Val); Carlos de Bayma com "Infinito" (arte de Cláudio Montanari); Emerson Silva com "Piratas SP" (arte de Edileusa Nonato); Ana Kléia Pereira Pinto com "Belezas do tempo" (arte de Costa Andrade); Wylquelanhe Sousa Nascimento com "Uma Esperanca.... Um Desejo" (arte de Mauro Silva); Alexandre Acampora com "Karma" (arte de Costa Andrade);Ivan Lemos com o texto "Instante Estupendo" (arte de Costa Andrade); Almecides Pereira com "Bolero"; Criação Coletiva Karajá com "Minha Terra" (arte de Veralúcia Domingues); Antonio Rezende com "Consulta" e Ney Ferraz com o texto "in: Anjos e Palhaços" (arte de Gil).

Segundo o gerente de Literatura da FCT, Osmar Casagrande, o projeto tem como objetivo contribuir para um avanço na qualidade da produção poética, promovendo uma interação dos poetas sobre a qualidade das obras que são produzidas no Estado, além de promover o acesso do público em geral a esses trabalhos.

Os interessados em exporem seus trabalhos nas próximas edições do Jardim da Poesia devem encaminhar os textos para o endereço eletrônico osmar.casagrande@gmail.com ou para a Gerência de Literatura na Fundação Cultural do Estado.

Caroline Spricigo

Por: Redação

Tags: karajá, Obras