Esporte

A decisão do STJD do Rio de Janeiro em devolver os pontos tirados do Araguaína-TO, ainda na primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C, não vai alterar a competição. O departamento técnico da Confederação entende que, na altura do campeonato, não tem condições de trazer o Araguaína de volta à Série C.

Com isso, o time tocantinense deve ser indenizado e também fica livre de pagar a multa de R$ 1.000,00 que fora aplicada. Com os pontos reconquistados, o Araguaína terminou a primeira fase com 11 pontos, na liderança do Grupo 3, à frente de Imperatriz-MA, com 10, e Ananindeua-PA, com nove, que foram os dois times da chave que avançaram à segunda fase.

No entanto quem pensa que, com isso, a Série C está livre de confusões se engana. O Imperatriz-MA será julgado na próxima segunda-feira pela escalação irregular do meia Rossini contra o Sampaio Corrêa-MA, pela quinta rodada da segunda fase.

A decisão, que era para ter saído nesta semana, pode eliminar os maranhenses da competição. A Tuna Luso entraria em seu lugar. Por isso, a segunda rodada da terceira fase não terá a realização de dois jogos. Imperatriz-MA x Fast Clube-MA e Barras-PI x Rio Branco-AC foram adiados.

Por: Redação

Tags: Esporte