Campo

Como parte da programação da Feira Nacional da Agricultura Familiar, agricultores beneficiados pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) participam, nos dias 4 e 5 de outubro, de uma oficina sobre comercialização de produtos agropecuários. A oficina será no auditório Margarida Alves, Espaço do Crédito Fundiário, no pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília, onde acontece a feira da Agricultura Familiar.

A oficina terá palestras ministradas por profissionais de variados segmentos que atuam nas etapas do processo de comercialização. O objetivo é capacitar agricultores familiares de associações do Crédito Fundiário para que eles possam aperfeiçoar os mecanismos de produção, aumentando assim as possibilidades de negociação e comercialização dos produtos a médio e longo prazos.

O evento terá a participação de 20 agricultores de associações do PNCF do Espírito Santo, Maranhão, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte e Tocantins. Esses agricultores já comercializam seus produtos, mas em pequena escala. Na oficina, eles vão aprender como produzir com foco em mercados maiores, como redes de supermercados, hotéis, Ceasa, mercados públicos, entre outros.

A oficina começa no dia 4, às 16h30, com a exposição do gerente comercial da Associação das Quebradeiras de Coco do Maranhão (ASSEMA/COPALJ), Mayk Arruda. Ele vai falar sobre a sua experiência na organização dos agricultores, visando à comercialização de produtos nos mercados local, nacional e internacional e a participação em feiras.

No dia 5, às 9h, o tema da palestra será Empreendedorismo: o caminho para o sucesso, com Kátia Cristina Magalhães, do Sebrae/DF. Às 10h30, haverá uma apresentação do gerente comercial do Super Maia e membro da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) Feliciano Moreira Rocha. A palestra é focada nas necessidades e exigências que os produtos devem ter, sob a ótica dos supermercadistas, para serem comercializados nesses estabelecimentos e em feiras. O palestrante levará um comprador da Central de Abastecimento (Ceasa) para dar dicas aos agricultores de comercialização.

No dia 5, às 14h, o diretor comercial da Cooperativa dos Citricultores Ecológicos do Vale do Caí (ECOCITRUS), Adriano Martins, vai falar sobre a sua experiência na organização dos agricultores para a comercialização de produtos. Em seguida, haverá apresentações dos técnicos do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Pedro Bavaresco, Leomar Prezoto e Vital Filho, sobre políticas públicas voltadas para comercialização, Sistema de Fiscalização Sanitária e selos de certificação.

Crédito Fundiário

O Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) por objetivo diminuir a pobreza rural e melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores rurais. O programa oferece linhas de crédito para a compra de imóveis a agricultores familiares, em áreas que não podem ser desapropriadas para a Reforma Agrária.

Coordenado pela Secretaria de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SRA/MDA), é desenvolvido em parceria com os governos estaduais, Conselhos de Desenvolvimento Rural Sustentável e com os movimentos sindicais e da agricultura familiar. Por meio do Crédito Fundiário, 52 mil famílias adquiriram uma propriedade rural e os recursos investidos pelo programa chegam a Rnt,2 bilhão.

Ascom SRA

Por: Redação

Tags: agricultura, campo