Meio Ambiente

Uma ação judicial assinada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) dos Estados do Piauí, Maranhão, Tocantins e Bahia será ajuizada nesta terça-feira contra o presidente Lula. O presidente da Ordem no Piauí, Norberto Campelo, que está em Brasília, anunciou que além dos quatro Estados, a ação que pede a implantação do Parque Nacional das Nascentes, conta também com o apoio do Conselho Federal da OAB.

"Conseguimos o tão esperado apoio e daremos entrada na ação juntos, Conselho Federal e OAB Piauí. Temos certeza que agora nossa voz será melhor ouvida e nossa bandeira será atendida, caso contrário milhares de vidas estão ameaçadas. O rio é a principal fonte de sobrevivência direta do sertanejo e todos nós sofreremos os danos se não repararmos logo os danos já praticados, sem pena, ao Parque", afirmou Norberto Campelo.

Ele disse que a ação, que será impetrada em Brasília, pede a liberação de R$ 3 milhões para a criação do Parque Nacional das Nascentes. No processo, a OAB solicita também a presença do governo federal para o desenvolvimento do parque.

RELATO A PRESIDÊNCIA NACIONAL

A diretoria do Piauí, aproveitou a reunião do Conselho Nacional, hoje, com a presença do presidente nacional da OAB, Cezar Britto, e expõe a situação do rio Parnaíba e a necessidade da criação do parque.

A reunião contou com a presença do presidente da OAB Piauí, Norberto Campelo, e do Conselheiro Federal do Piauí, Marcus Vinicius Furtado Coelho. Eles defenderam, diante dos conselheiros de todo o País, a urgência da preservação do Parque, que abriga as nascentes do principal rio do Nordeste e que está gravemente ameaçado pela ação indiscriminada do homem e pela falta de recursos para preservar o lugar, que tem 729 mil hectares de área.

Yala Sena

Por: Redação

Tags: Meio Ambiente, Tocantins