Esporte

Bruno Heverton é um dos talentos lapidados, no projeto Gerando Campeões da Secretaria Municipal de Juventude e Esportes, que alcançou vôo e agora joga profissionalmente fora do Brasil. Bruno saiu do projeto, ao completar 18 anos, direto para o Fluminense, quando disputou a Taça São Paulo. Hoje, é jogador profissional de um time Português.

Assim como ele, outros ex-atletas do projeto também foram contratados por times profissionais do exterior e nacionais, tanto times do estado do Tocantins como de outros estados: Goiás, Ceará, São Paulo e Minas Gerais. Railon Pereira é outro exemplo de que realmente o projeto tem alcançado o objetivo de gerar campeões. Contratado pelo São Paulo Futebol Clube, Railon foi emprestado para o Juventos, durante a competição da Taça São Paulo.

O projeto foi idealizado pela gestão Raul Filho e é totalmente custeado pelo município. Criado em agosto de 2005, ele atende por ano cerca de 1.400 crianças e adolescentes com idade de sete a 17 anos, distribuídos em sete núcleos nas regiões: Central, Sul e Norte da Capital.

Durante estes dois ano e meio, os atletas do projeto participaram de vários campeonatos. No ano passado, o Gerando Campeões disputou nas categorias Sub-15 e Sub-17 do inter-estadual, em Gurupi, e um amistoso na cidade de Hidrolândia-GO, quando a categoria Sub-17 foi campeã.

Segundo o responsável pelo projeto, Josivaldo da Silva, gerente dos Centros Esportivos da Secretaria Municipal de Juventude e Esporte, através desse jogo em Hidrolândia o projeto ficou conhecido em vários estados. "Devido a esse jogo, seis atletas do projeto foram contratados por times de outros estados. Alguns deles estão na categoria Sub-17 desses times, mas, outros já disputam o profissional", frisou Silva.

Nos próximos dias, enquanto são realizados os tramites legais para contratação, mais dois alunos do Gerando Campeões sairão do projeto para disputarem o Campeonato Goiano Juvenil, pelo time de Hidrolândia. Cleiton, 16, anos será atacante e Weligthon, que logo completará 18 anos, jogará como zagueiro.

E como não poderia faltar, os times profissionais do Tocantins também contam com ex-integrantes do Gerando Campeões em suas equipes. A seleção principal do Palmas Futebol Clube e Regata contratou Luiz Paulo, Isaque, Lorayme, Nilson, já Vagno e Radison jogam pelo São José e Diego, Iron Júnior e Jonhe pelo Gurupi, todos eles passaram pela escolinha do projeto.

Profissional

Além de descobrir talentos o projeto também dá um direcionamento profissional aos atletas. Muitos alunos que não foram contratados por um time profissional de futebol, hoje cursam a faculdade de Educação Física. Exemplo disso é Marcos Vinícios, 20, que está concluindo o curso. Vinícios não esqueceu das suas raízes, ele trabalha como voluntário do projeto.

" O Gerando Campeões é um orgulho da nossa administração, pois tem lapidado talentos, para que se transformem em grandes profissionais", destacou o prefeito de Palmas Raul Filho. Para Raul, projetos que envolvem o esporte conseguem com que crianças e adolescentes permaneçam inseridos sem o auxílio de bolsa.

No mês de novembro, o Ministério dos Esportes propôs a Secretária Municipal de Juventude e Esportes, órgão executor do projeto, que indique os atletas destaques do Gerando Campeões para que o próprio Ministério possa indicá-los aos clubes profissionais.

O Projeto

Para tender o maior número de crianças e adolescentes de Palmas, os núcleos do Gerando Campeões estão localizados em Buritirana, Jardim Aureny III, Arse 21, Sta. Bárbara, Jardim Aureny I, 1.106 Sul e Taquari. Neles, os atletas são acompanhados por um professor de Educação Física, que faz a avaliação física dos alunos, e por um professor prático, que ensina as técnicas do futebol. Em todos os núcleos, os atletas são incentivados e os talentos são lapidados na modalidade de futebol de campo, com exceção dos núcleos da 1.106 Sul, em que o destaque é futsal, e o da Arse 21 que treina os alunos na modalidade society.

Para que o rendimento dos atletas seja satisfatório, cada aluno treina na categoria que corresponde a sua faixa etária: Sub-9, de 7 a 9 anos; Sub-11, de 10 a 11 anos; Sub-13, de 12 a 13 anos; Sub-15, de 14 a 15 anos; e Sub-17, de 16 a 17 anos.

As inscrições para este ano já estão abertas e o prazo termina em março. Elas podem ser feitas em horário comercial, nos núcleos do projeto, na sede da Sejuves ou no Ginásio Ayrton Senna, no Jardim Aureny II. Os interessados deverão apresentar no ato da matrícula documento de identidade, comprovante de residência, comprovante de matrícula no ensino fundamental ou médio e autorização dos pais ou responsáveis.

Fonte: Ascop

Por: Redação

Tags: Esporte, Futebol Tocantinense, Palmas