Polí­tica

Foto: Dicom/AL

Alimentação diferenciada para estudantes diabéticos e hipertensos nas escolas da rede estadual é o teor de um projeto de lei apresentado na manhã desta terça-feira, 25, pelo deputado Stalin Bucar (PSDB).

A matéria que dispõe sobre a adoção de alimentação diferenciada para diabéticos e hipertensos estabelece como responsabilidade dos pais dos alunos informar à escola sobre as condições de saúde do estudante, por meio de laudo médico. Ainda segundo o projeto, caberá à Secretaria de Saúde promover testes de glicemia e aferição da pressão arterial para identificar outros estudantes portadores das doenças.

A alimentação servida nas escolas será definida por médicos e nutricionistas, com a participação do Conselho de Alimentação Escolar. Stalin justifica que “é dever do Estado estar atento aos efeitos da merenda escolar na saúde das crianças e dos adolescentes, uma vez que ela terá reflexo durante toda a vida deles”.

Segundo o deputado, dados da OMC – Organização Mundial da Saúde indicam elevados casos de hipertensão e diabetes em crianças. Bucar pediu o apoio dos pares para aprovação do projeto, segundo ele, se não houver uma alimentação adequada “fatalmente não terão uma vida saudável”.

Da redação com informações Dicom/ A.L

Por: Redação

Tags: Diabéticos, Hipertensos, Política