Campo

O Banco do Brasil iniciou esta semana as contratações do Pronaf Eco, linha de crédito destinada a investimentos em projetos de energia renovável e sustentabilidade ambiental. A nova linha vai beneficiar agricultores familiares enquadrados nos grupos "C", "D" e "E" do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O BB prevê desembolsos de R$ 10 milhões para a linha ao longo deste ano.

O Pronaf Eco libera recursos com a finalidade de implantar, utilizar ou recuperar tecnologias de energia renovável que utilizem energia solar, da biomassa ou eólica e a substituição de tecnologia de combustível fóssil por renovável nos equipamentos e máquinas agrícolas. Podem ser financiadas ainda a implantação de tecnologias ambientais utilizadas, por exemplo, no tratamento de água e de dejetos e afluentes, além do armazenamento hídrico, nos pequenos aproveitamentos hidroenergéticos e na silvicultura.

A linha, que tem recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), financia projetos com custos avaliados entre R$ 6 mil (para o Grupo “C”) e R$ 36 mil (para agricultores cadastrados no Grupo “E”). Já as taxas de juros do Pronaf Eco variam de 2% ao ano para produtores dos Grupos “C” e “D”, até 5,5% para o Grupo “E”. O prazo de pagamento pode chegar a 12 anos para contratos de financiamento à silvicultura e para mini-usinas de biocombustíveis. Para as demais finalidades, o agricultor tem oito anos para fazer o reembolso.

Fonte: Banco do Brasil

Por: redação

Tags: Banco do Brasil, campo