Campo

Foto: Iranilde Gonçalves

Mais de 300 pequenos produtores de 40 municípios tocantinenses compareceram ao Dia de Negócios do Programa Mais Alimentos, ocorrido na última quinta-feira, 5, no Centro Agrotécnico de Palmas (Agrotins). Na ocasião, eles puderam conhecer e sanar dúvidas com representantes dos bancos da Amazônia e do Brasil, agentes financeiros responsáveis pela análise e aprovação do crédito para os interessados no Pronaf Mais Alimentos.

Técnicos do Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins – também estiveram presentes e levaram aos agricultores informações sobre a elaboração do projeto técnico do financiamento. O órgão representa a ATER, assistência técnica e extensão rural, no Estado.

A abertura do evento contou ainda com a presença de representantes da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural e funcionários da New Holland, empresa de equipamentos agrícolas e realizadora do Dia de Negócios.

Pronaf Mais Alimentos

Essa linha de crédito foi lançada pelo governo federal em julho passado dentro do Plano Safra da Agricultura Familiar 2008/09, como um reforço à atividade, que responde por 70% dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro e 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Milton Albuquerque dos Santos, residente no Projeto Manuel Alves, localizado em Dianópolis, a 320 Km de Palmas, foi um dos 7 contemplados com o novo Pronaf. Com a ajuda de sua família e da parceria feita com Jovenilton Nunes Rodrigues, que adquiriu implementos agrícolas por meio do mesmo tipo de financiamento, ele planeja aumentar sua produção.

Assim como Milton, existem 38.700 agricultores familiares, no Tocantins, que têm no Pronaf Mais Alimentos uma chance de adquirir equipamentos de até R$ 100 mil, com descontos que variam entre 15 e 17,5% e que podem ser pagos em 10 anos, com três de carência e juros de 2% anuais. Esses incentivos possibilitam a modernização das propriedades, geração de renda no campo e produtos de qualidade para o mercado consumidor.

Fonte: Assessoria de imprensa Ruraltins